O empresário Abel Pereira, apontado pelo chefe da máfia das Sanguessugas, Luis Antonio Vedoin, como suposto facilitador para a liberação de verbas na administração do ex-ministro da Saúde Barjas Negri, deverá prestar depoimento à Polícia Federal na próxima quarta-feira (18/10), em Cuiabá. A informação foi divulgada hoje pelo advogado de Pereira, Eduardo Silveira Rodrigues.

Embora tenha se especulado que Pereira pudesse prestar depoimento à PF hoje, o advogado esclareceu que, "em princípio", o empresário deverá ser ouvido pela PF na quarta-feira, uma vez que, na terça-feira, será a vez do deputado Ricardo Berzoini (PT-SP) depor, em Brasília, sobre eventual participação no esquema de compra do dossiê Vedoin, envolvendo tucanos na máfia das sanguessugas.

Pereira já prestou depoimento à PF, em Cuiabá, no último dia 4, quando disse ser "vítima de trama política" por ser amigo de Barjas Negri. Também colocou à disposição da Justiça os sigilos bancário e telefônico.