A delegação da seleção brasileira desembarcou no final da tarde desta segunda-feira (pelo horário de Brasília), em Moscou, na Rússia. Na quarta, o Brasil enfrenta os russos no último amistoso antes da convocação do grupo que vai para a Copa do Mundo da Alemanha.

A seleção se reuniu em Frankfurt, na Alemanha, de onde partiu para Moscou. Foram 2 horas e 40 minutos de viagem e, na chegada, o grupo foi direto para o Hotel Baltschug Kempinski, localizado em frente à Praça Vermelha e ao Kremlin.

Depois do jantar, os integrantes da seleção comemoraram os 63 anos do técnico Carlos Alberto Parreira, completados nesta segunda-feira. Houve bolo e o tradicional parabéns. Perguntado sobre o que gostaria de presente, ele respondeu: "Não se deve misturar a vida profisisonal com a pessoal. Mas o hexacampeonato seria o melhor presente que alguém poderia ganhar."

A seleção faz apenas um treino, nesta terça-feira, no Lokomotiv Stadium, o local do jogo com a Rússia. Será a chance de Parreira definir o substituto de Ronaldinho Gaúcho, cortado por contusão – para a vaga do goleiro Dida, também machucado, o escolhido foi Rogério Ceni.

Ricardinho é o favorito para ficar com a vaga de Ronaldinho Gaúcho, mas Robinho e Juninho Pernambucano também estão na briga. No mais, o Brasil terá: Rogério Ceni; Cicinho, Lúcio, Juan e Roberto Carlos; Emerson, Zé Roberto, Kaká e Ricardinho (Robinho ou Juninho Pernambucano); Adriano e Ronaldo.

O amistoso contra a Rússia será às 13 horas (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo da Globo.