Brasília – A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, enviou alertas de chuva forte às defesas civis de 14 estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste e do Distrito Federal.

Para a região Centro-Oeste, nesta segunda e terça-feira (05 e 06/02), persiste o alerta de chuva forte acompanhada de descargas elétricas e rajadas de vento de 50 a 60 km/hora no Distrito Federal, em Goiás, no leste de Mato Grosso e no leste de Mato Grosso do Sul.

No Nordeste, a chuva forte atingirá, nesta segunda e terça-feira (05 e 06/02), o oeste, centro e sul da Bahia, e os estados do Piauí e Maranhão. Alerta-se que em alguns momentos as chuvas poderão ser acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento de 40 a 50 km/hora.

No Norte do País, o tempo permanece instável com pancadas de chuva em boa parte do Pará e do Tocantins. Em alguns momentos, a chuva poderá ser acompanhada de descargas elétricas e rajadas de vento de 40 a 50 km/hora no centro, leste e nordeste do Pará e no Tocantins.

Nos três estados da Região Sul, há possibilidade de temporais com chuva forte, descargas elétricas e rajadas de ventos de 50 a 70 km/hora, entre a tarde e a noite desta segunda e terça-feira (05 e 06/02), no norte do Paraná, no norte e nordeste do Rio Grande do Sul, e no litoral e planalto catarinense.

No Sudeste, a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) continuam a provocar chuvas nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo, segunda e terça-feira (05 e 06/02). Em alguns momentos, a chuva poderá ser de forte intensidade com descargas elétricas e rajadas de vento de 50 a 60 km/hora em todas regiões de Minas, no Espírito Santo e em São Paulo.

A Sedec recomenda que a população evite a permanência em áreas sob risco de alagamentos, deslizamento de terra e escorregamento de pedras – zonas ribeirinhas, baixadas, morros e encostas. É aconselhável também que o cidadão busque abrigo em lugares que ofereçam proteção contra raios e ventos fortes. As defesas civis estaduais podem orientar a comunidade sobre como se proteger de eventos meteorológicos potencialmente danosos.

Com a divulgação de alertas, a Sedec pretende evitar a perda de vidas, danos ao patrimônio e ao meio ambiente e incentivar a adoção de medidas preventivas pela população, governos estaduais e municipais. Informações do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec/Inpe) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) orientaram os avisos enviados para o DF, GO, MT, MS, BA, MA, PA, TO, PR, RS, SC, MG, ES e SP. O alerta emitido para o PI é baseado em informações do Inmet.