São Paulo – O juiz João Carlos de Sá Moreira de Oliveira, do 5º Tribunal do Júri, decretou nesta terça-feira a prisão temporária, por 30 dias, de Rodrigo Henrique Farrampa Guilherme, de 22 anos, suspeito do assassinato da menina Tainá Alves de Mendonça, de 5 anos. Reconhecido por meio de fotografia por uma testemunha do crime, ocorrido no domingo à noite, na zona oeste de São Paulo, Guilherme continua foragido.