Fortalecer o partido para as próximas eleições, visando conquistar a Presidência da República em 2006. Essa foi a base dos discussões das principais lideranças nacionais do PFL, que participaram hoje em Curitiba do encontro nacional do partido. Os discursos foram afinados em tom de oposição fervorosa ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entre as críticas do partido estão as altas taxas de juros, o crescimento das ocupações de terra pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e do desemprego no País. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)