Às vésperas da etapa de São Paulo da Copa do Mundo – marcada para este final de
semana – a ginasta Danielle Hypólito abriu uma crise na seleção brasileira. Nos
treinos da manhã desta quinta-feira, ela não aceitou a decisão do técnico Oleg
Ostapenko, que a cortou de dois aparelhos por entender que não estava
conseguindo o rendimento desejado e deixou o ginásio do Ibirapuera, onde a
equipe está treinando.

A ginasta se revoltou ao saber que não iria
competir dois aparelhos – paralelas e salto sobre o cavalo – por estar acima do
peso. Chorando, ela deixou os treinos. Neste momento, ela está reunida com a
diretoria da Confederação Brasileira de Ginástica.