enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Esquecidos pelos donos

Mais de 2 mil carros abandonados ‘somem’ das ruas de Curitiba

300 carcaças foram guinchadas, enquanto que outros 1,6 mil veículos abandonados foram retirados pelos próprios donos desde março após notificação de que seriam guinchados

  • Por Gazeta do Povo
Carros foram recolhidos das ruas de Curitiba. Foto: Divulgação/SMCS

A volta do serviço de guincho em Curitiba, em março de 2018, já retirou quase 2 mil carros abandonados das ruas. O número é bem superior ao mapeamento inicial feito pela prefeitura, que estimava haver 1,3 mil veículos sem uso largado pelas vias da cidade.

+ Leia mais: Greca deixa o hospital após cirurgia e 11 dias de internamento

Segundo dados da Superintendência Municipal de Trânsito (Setran), os guinchos recolheram até agora 300 carcaças – muitas sem pneus, com vidros quebrados e que já tinham virado depósito de lixo. Outros 1.659 veículos em condições similares foram retirados pelos próprios donos após notificação de que se não fossem recolhidos seriam guinchados. O valor da multa depende do tamanho do veículo guinchado. Além disso, o proprietário também tem de pagar as diárias do tempo em que o veículo ficar no pátio da Setran.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Na maioria das vezes, a remoção ocorria após denúncia de moradores por meio do 156, canal de atendimento da prefeitura. A regional Boa Vista foi a campeã de veículos guinchados: foram 62. Outros 317 foram retirados pelos responsáveis após notificação.

+ Leia mais: Mulher é atropelada por biarticulado no Centro, trânsito ‘dá nó’ na região

“Estes são casos de veículos que ocupavam o espaço público, traziam transtornos para vizinhos e pedestres que pediram a ação do município. No entanto, quando o guincho chegava, os veículos não estavam mais no local, os donos já os haviam retirado por medo de serem multados”, disse o secretário da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel, em entrevista à agência de notícias da prefeitura de Curitiba.

Taxa de remoção

Depois de apreendidos, é cobrado um valor diário pelo estacionamento dos veículos no pátio da prefeitura. Além desse valor, quem quiser retirar o automóvel precisa pagar uma taxa de remoção – que varia de R$ 118,93 a R$ 471,84, dependendo do tipo do veículo. Confira todos os valores abaixo:

-Motocicletas: Valor da Remoção R$ 118,93 | Valor da Diária R$ 25,38

-Veículos até 3,5 toneladas: Valor da Remoção R$ 232,18 | Valor da Diária R$ 43,41

-Veículos acima de 3,5 toneladas: Valor da Remoção R$ 281,47 | Valor da Diária R$ 55,96

-Caminhões e Ônibus: Valor da Remoção R$ 471,84 | Valor da Diária R$ 83,51

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Após polêmica, empresário desabafa: ‘Nem um cachorro a gente deixa jogado no meio da rua’

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

2 Comentários em "Mais de 2 mil carros abandonados ‘somem’ das ruas de Curitiba"


Julio Cesar
Julio Cesar
5 meses 16 dias atrás

Correto, guarde sua tranqueira no seu quintal e não atrapalhe a circulação alheia.

João Polaco
João Polaco
5 meses 16 dias atrás

Parabéns para a cidade de Curitiba. Outros municípios deveriam seguir o exemplo.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas