A usuária de drogas Ana Paula Martins de Goes, 32 anos, foi executada com um tiro na cabeça, às 2h de ontem, na casa onde morava com duas filhas, na Vila Maria Antonieta, em Pinhais.

A vítima dormia com o bebê de sete meses, na cama do quarto, quando o assassino arrombou a porta da residência, caminhou até sua direção e efetuou o disparo certeiro.

A criança foi poupada, mas suas roupas ficaram manchadas com o sangue da mãe. Em outro cômodo, estava a filha adolescente, que também não foi ferida. Conforme apurado pelo delegado Fábio Amaro, Ana Paula era usuária de drogas e a casa dela seria usada como ponto de venda e consumo de entorpecentes.

“Ainda temos que confirmar essas denúncias”, afirmou Fábio. A polícia foi informada que a mulher estava viúva há cerca de um ano, quando o marido foi assassinado a tiros.

Investigação

O delegado descartou ligação entre os dois crimes e acredita que Ana Paula foi executada em acerto de contas ligado ao tráfico de drogas. A polícia ainda investiga se a mulher estava envolvida em outros crimes.

O delegado confirmou que já tem pistas do assassino. No quarto, foi recolhida uma cápsula de pistola calibre 380. As duas crianças foram deixadas aos cuidados de familiares.