Um suplente de vereador de Campo Largo (gestão 2017-2020) teve o diploma cassado e os direitos políticos suspensos por oito anos por abuso de poder econômico por conta da distribuição de combustível a possíveis eleitores durante a campanha do ano passado. A decisão, do Juízo da 9ª Zona
Eleitoral, atende ação proposta pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, que tem atribuição na matéria eleitoral. O candidato foi o terceiro mais votado do município e atualmente é o primeiro suplente da sua legenda.

Conforme relata o MPPR na ação de investigação judicial eleitoral, foi verificado que o suplente e um cabo eleitoral acertaram com um posto de combustíveis da cidade a distribuição gratuita de combustível a todas as pessoas que adesivassem o veículo com o número do então candidato. Foi realizada busca e apreensão no posto e na casa do cabo eleitoral e encontradas provas que confirmavam a prática ilícita de abuso do poder econômico.

O nome não foi divulgado pelo Ministério Público.