A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, afirmou nesta sexta-feira (28) que na próxima semana Curitiba “provavelmente” irá reduzir o número de leitos de UTI exclusivos para a Covid-19. Huçulak atribuiu a decisão à melhora nos indicadores de infecção e internamento (a capital que vem tendo redução sustentada de novos casos e óbitos pela doença).

LEIA TAMBÉMParaná tem novo recorde de casos de coronavírus com mais 2,8 mil infectados

De acordo com a secretária, a cidade está com 80% de ocupação de leitos de terapia intensiva para a doença, um número que intencionalmente não deve baixar para não onerar o município. “Hoje nós estamos com 72 leitos livres de UTI e nós precisamos manter um nível de eficiência locativa. (…) Nós ativamos 355 e agora vamos desativar para voltar algumas atividades que já discutimos com nossos pares. Retomar algumas cirurgias eletivas que nós paramos nesse momento de pandemia. Entendemos que também precisamos dar conta de outras situações de saúde da população”, disse.

Novos casos

Nesta sexta-feira (28), o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) revela que Curitiba tem mais 471 moradores infectados com o novo coronavírus. Além deles, outras dez pessoas morreram em decorrência de complicações provocadas pela covid-19. Assim, Curitiba chegou aos 31.917 casos confirmados e 965 óbitos, contabilizados desde de março. A capital permanece em bandeira amarela do protocolo de combate ao coronavírus, conforme confirmou a SMS nesta tarde.