Empresários de Curitiba suspeitos de criar sites falsos para a venda de produtos eletrônicos são alvo de uma ação da Polícia Civil do Paraná nesta sexta-feira de “Black Friday”. Segundo as investigações os sites criados por eles tinham desde banheiras jacuzzi até televisões com valor de R$ 70 mil. Mais de mil pessoas de diversos lugares do país podem ter caído no golpe dos criminosos.

+Amigos de negócios! Comprar na Black Friday vale a pena?

Os policiais civis estão cumprindo, simultaneamente, três mandados de prisão temporária, dois de busca e apreensão e quatro bloqueios de contas bancárias.

O modo de atuação dos três era bem dividido. Eles atender clientes por meio de chats, aplicativo de mensagens e e-mail. Além disso, estariam simulando envio de mercadorias em nome de uma transportadora conhecida através de um site possivelmente clonado.

+Leia mais! Veja algumas ofertas da Black Friday 2020 que encontramos para você!

Durante as diligências, a PCPR encontrou ainda mais de 200 reclamações registradas por vítimas sobre os sites em que os criminosos operavam. As reivindicações foram encontradas em uma rede própria para esse tipo de assunto.

Até às 8h desta sexta-feira, 50 pessoas foram ouvidas na delegacia especializada da PCPR. Com a divulgação desta operação, espera-se que outras vítimas compareçam até a unidade.