A Urbanização de Curitiba (Urbs) prorrogou até 30 de setembro o prazo de suspensão da necessidade de prova de vida dos passageiros com mais de 65 anos que usam o cartão idoso. O prazo, que já havia sido prorrogado até o fim de agosto, foi estendido por conta da pandemia de Covid-19. A medida vale também para deficientes e pessoas com patologias crônicas que possuem cartão isento. A revalidação fica restabelecida a partir de 1º de outubro.

+Viu essa? Cédula de R$ 200 será lançada pelo Banco Central

O cartão isento tem validade de um ano. Com a medida, aqueles que venceriam nesse período terão a validade estendida até fim de setembro sem a necessidade de reapresentação de documentos. Atualmente são 165,6 mil cartões de idosos no transporte coletivo de Curitiba e outros 15,2 mil de passageiros com necessidades especiais.