A notícia sobre a possibilidade de neve agitou muita gente em Curitiba, região metropolitana e parte sul do Paraná. No entanto, a meteorologia apontou uma maior possibilidade de ocorrer geada do que a neve propriamente dita. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Curitiba e grande parte do Paraná estão sob alerta laranja de temporal.

Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), a forte massa de ar polar que se aproxima do Sul do Brasil ainda é esperada, mas a mudança na previsão leva em conta a chuva constante que marca presença na região e a umidade do solo, que favorece a geada. No lugar da neve, a já conhecida geada deve marcar presença. Um dos fatores que inibe a formação de neve são as chuvas constantes desde o último fim de semana, que chegam para afastar a neve, mas também para aliviar estiagem.

A condição ideal para a neve inclui temperaturas abaixo de zero e a formação de garoa. Como as precipitações nesta semana devem ficar em uma média de 15 milímetros a 20 milímetros, elas não colaboram com o fenômeno, esperado por alguns e temido por outros, principalmente pelos agricultores.

Cuidados com o frio

A aproximação da massa de ar polar também causa apreensão em outras áreas, como no fornecimento de água e energia. O frio intenso pode romper os cabos da rede de distribuição, por isso a Copel se preparou e aumentou o número de equipes em sobreaviso, caso haja algum problema neste sentido.

A companhia também orienta as famílias que pretendem usar algum equipamento elétrico para espantar o frio. A recomendação é que, antes de ligar o aquecedor na tomada, é preciso confirmar que a fiação seja bem dimensionada. Também não se deve usar adaptadores (T) nesses aparelhos.

Já a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), pede para que a população proteja seus hidrômetros. As temperaturas muito baixas e a possibilidade de geada podem fazer com que a água congele no hidrômetro ou nas tubulações externas de ligação de água, trazendo transtornos para as pessoas. A companhia fez, inclusive, um disque denúncia para frear o desperdício de água.

+Leia mais! Bairros de Curitiba e região sem água nesta quarta-feira

Alerta laranja de temporal

O alerta laranja emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia engloba chuva entre 30 e 60 mm/h, ventos intensos (60-100 Km/h) e queda de granizo. Há ainda risco de corte de energia elétrica queda de árvores e de alagamentos.

O que fazer em caso de temporal?

Quem precisar comunicar a prefeitura de Curitiba sobre a queda de árvores deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão ou pelo site. O atendimento acontece por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.