Everson Francisco de Souza, 18 anos, suspeito de seqüestrar, manter em cárcere privado e estuprar uma adolescente, de 15 anos, em fevereiro deste ano, foi preso segunda-feira (13). Policiais da delegacia de Campo Largo, munidos de mandado de prisão, detiveram Souza no bairro Vilas Populares, perto de sua residência.

O delegado Voltaire Garcia explicou que o seqüestro aconteceu em 10 de fevereiro, quando a menina passava por aquele bairro. “Durante uma semana, Souza cometeu diversos crimes contra a adolescente. Ele a manteve em presa e a estuprou, além de fazê-la beber bebidas alcoólicas e fumar maconha. Nesse período, ele também fez ameaças à família da jovem”, relatou o delegado. O cárcere era na residência de Santos, nos fundos de uma casa no bairro Vilas Populares.

Ainda segundo o delegado, a adolescente conseguiu fugir em 16 de fevereiro, por volta das 4h. “Ela contou que permaneceu escondida em um matagal até ser ajudada por um vizinho, que a reconheceu, e entrou em contato com a família”, explicou.

De acordo com a polícia, a adolescente teve medo de voltar a sua casa, porque acreditava que o seqüestrador a procuraria lá. A família da jovem continuou a sofrer ameaças de Santos durante o período em que ele era procurado pela polícia.

As investigações começaram logo depois de a família registrar o desaparecimento da jovem na delegacia. Com as informações apuradas e o relato da adolescente o delegado requereu à Justiça mandado de prisão preventiva contra Souza. Na manhã de segunda-feira, ele foi localizado e preso sem oferecer resistência. Depois de prestar depoimento, Souza foi indiciado por seqüestro, cárcere privado, estupro e ameaça. Ele está preso na delegacia de Campo Largo à disposição da Justiça.