Os suspeitos de chacinar seis pessoas no bairro do Xaxim serão apresentados na tarde desta terça-feira (14), pela Polícia Civil. A apresentação aconteceu às 14h30, no 1.º Distrito Policial, e contou com a presença do Secretário Estadual de Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari.

Policiais civis da Delegacia de Homicídios prenderam segunda-feira (13) à noite dois suspeitos de participar do crime. Foram presos James Willian Pereira, 21 anos, e Robert Michel Barreto de Oliveira, 19, que confessaram o crime. Eles afirmaram que a motivação seria dívida de drogas. Valdir Fagundes Pereira, 47, uma das vítimas, teria comprado 10 gramas de crack e não teria pagado pela droga.

Segundo o delegado Hamilton da Paz, que comandou as investigações, os dois detidos fazem parte do grupo conhecido por “Comando Jardim Esmeralda”, que lidera o tráfico de drogas na região do Xaxim. “Eles foram presos na região onde aconteceu a chacina e contaram detalhes para a polícia”, afirma o delegado. James e Robert afirmaram que Valdir Fagundes Pereira devia dinheiro ao líder do grupo, identificado como Bruno José Stive, 22 anos, referente à compra de 10 gramas de crack.

De acordo com relato dos presos à polícia, eles se reuniram com três integrantes do grupo – André Luiz Rocha, 21 anos, Diego Felipe Ferreira Sena e um rapaz identificado apenas como “Tiago” – sob o comando de Bruno, para combinar a execução de Valdir. “Cada um ganharia R$ 1.500 de Bruno para cometer o crime. Mais que cobrar a dívida, Bruno queria impor a ‘disciplina’ no comércio das drogas na região, por isso, resolveu matar os seis”, explica o delegado.

Crime

Na última terça-feira (7), os assassinos invadiram uma casa no Xaxim, que era conhecida pelos moradores locais como ponto de uso de drogas. No local foram mortos cinco homens e uma mulher.

Foram mortos Waldir Fagundes Pereira, 46 anos, que era conhecido como “Nego Di”; além de Celso Juliano dos Reis, 33; o mecânico Marcos Roberto Barbosa, 35; Jefferson Godoy Bueno, o “Boca”, 37, que trabalhava como auxiliar de serviços gerais, e a dona de casa Elizabete do Rocio Plahinsce da Silva, 42, a “Betinha”; e Rafael Starium Machado, 24.

* Mais informnações na edição desta quarta-feita no jornal Tribuna do Paraná.