“Que tal as gerações que foram ‘tocadas’ por seus ídolos em shows inesquecíveis, históricos e mágicos na Pedreira, virem até aqui para doar e ajudar quem está precisando muito?”. O convite feito pelo empresário e entusiasta da música Helinho Pimentel é o ponta-pé inicial do projeto Pedreira do Bem, que vai transformar um dos palcos mais conhecidos do mundo, em um grande centro de arrecadação de donativos, a partir desta quarta-feira (08), em Curitiba.

A iniciativa do Parque das Pedreiras – administrado pela DC Set produções, com apoio do Instituto GRPCOM e Fundação de Ação Social (FAS), da Prefeitura de Curiiba, e com promoção dos veículos do GRPCOM, como a Tribuna do Paraná, tem por objetivo arrecadar alimentos que serão doados para entidades que estão em situação de emergência durante a pandemia do novo coronavírus.

Um mapeamento feito pelo Instituto GRPCOM vai garantir que os donativos cheguem para as organizações que mais precisam neste momento.

Como vai funcionar a campanha?

Uma grande estrutura foi montada próximo ao palco principal da Pedreira Paulo Leminski para proporcionar aos doadores segurança total, evitando o contato humano. Quem quiser doar alimentos não perecíveis poderá entrar com o carro até o ponto de coleta. No local, a pessoa poderá colocar suas doações numa mesa sem nem precisar deixar o veículo, saindo em seguida, em completa segurança sanitária.

“Enquanto as pessoas estão ali, nos alto falantes estará tocando trechos dos shows de grandes artistas que passaram pelo palco da Pedreira, deixando o ambiente mais aconchegante e saudosista”, disse Helinho Pimentel à Tribuna. “Ao fechamento do dia, nossas equipes vão organizar as doações e passarão álcool em gel em tudo, eliminando qualquer risco de contaminação”, acrescentou.

As doações poderão ser levadas à Pedreira de terça-feira a domingo, das 10h às 18h, até o final de abril. “Usamos no material de divulgação nas rádios 98 FM e Mundo Livre músicas do Paulo Leminski e da banda Vagabundos Iluminados, que falam sobre a importância da união das crenças, do olhar para a natureza e sobre vencer uma guerra como essa. E nós venceremos”, finalizou Helinho.

Doações para quem mais precisa

Após coletadas, as doações serão divididas entre o Instituto GRPCOM e a FAS. Um levantamento feito pelo Instituto mostrou que algumas entidades e organizações sofreram um baque enorme pela pandemia. “Eles perderam voluntários e perderam o direito de realizar campanhas de arrecadação, como bazares e outros eventos. Boa parte delas não tem recursos para sobreviver por mais três meses”, disse Ana Gabriela Borges, Superintendente do Instituto GRPCOM.

A situação é muito preocupante, pois algumas delas se veem na encruzilhada, à beira de um colapso. “Elas (as instituições) não podem jogar seus beneficiários na rua. São asilos, casas de acolhimento de crianças. O cenário para o terceiro setor é tenebroso”, lamenta Ana Gabriela. Por isso, esta campanha é fundamental para garantir a assistência a tais organizações.

Programa Impulso

De acordo com um levantamento feito pelo Instituto, 288 entidades estão em situação de emergência e serão beneficiadas com as doações da Campanha Pedreira do Bem.

Como iniciativa adicional para amparar tais instituições, por intermédio do Programa Impulso, o Instituto GRPCOM criou uma plataforma que ajuda a conectar quem quer ajudar com quem mais precisa. Nesta plataforma está justamente o mapeamento mencionado pela Ana Gabriela. Se você precisa de ajuda ou quer ajudar, acesse o site do Program Impulso e contribua.

Mais uma opção

Outra maneira de ajudar é por meio de depósito bancário direto na conta do Fundo Municipal da Saúde, que é auditada pelo Ministério Público:

Banco do Brasil
Agência 3793-1.
Conta 9509-5
Fundo Municipal da Saúde – CNPJ: 13.792.329/0001-84.