As obras de controle de cheias do Rio Pinheirinho, uma das maiores em execução no Paraná, seguem com várias frentes de trabalho. De acordo com a Prefeitura de Curitiba, as equipes contratadas pela administração municipal estão trabalhando ao longo de quatro córregos: Santa Bernadete, Henry Ford, Vila Guaíra e Vila Cortume e no próprio Rio Pinheirinho, onde esses córregos desaguam.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Uma dessas etapas está acontecendo na Avenida Wenceslau Braz, na Vila Guaíra, por onde corre o rio que deságua no Belém. Ali, as equipes trabalham com grandes máquinas para fazer a contenção na lateral das margens e também construindo as caixas que vão reter as águas das fortes chuvas, evitando as cheias e alagamentos na região.

As estacas para conter as laterais têm entre oito e 12 metros de profundidade. No total, a obra de controle de cheias do Rio Pinheirinho tem oito quilômetros e, de acordo com a prefeitura, beneficiará milhares de pessoas em cinco bairros da cidade: Lindóia, Parolin, Fanny, Guaíra e Hauer. Os investimentos somam mais R$ 100 milhões, recursos do Ministério das Cidades, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II) de Gestão de Riscos e Desastres Naturais. A previsão é terminar as obras entre o fim deste ano e o começo do ano que vem.

Homem recebe escolta da GM pra carregar ponto de ônibus nas costas; entenda essa história!