As obras de adequação da Praça do Japão, no Batel, para viabilizar o início da operação do Ligeirão Norte-Sul estão adiantadas. os trabalhos foram iniciados no começo desta semana e visam a construção de uma rua que corta parte da praça para possibilitar que o ônibus faça um retorno no local. Nesta manhã o trecho já começou a ser asfaltado.

Para a implantação do Ligeirão, foi necessária a abertura de um trecho de 5 m na Rua Acyr Guimarães, que vai conectar a Travessa Lange com a Avenida República Argentina. Segundo a prefeitura de Curitiba, 36 mil pessoas vão se beneficiar com os ligeirões, reduzindo o tempo de viagem em cerca de 20 minutos entre o Terminal Santa Cândida e a estação-tubo Bento Viana, no Batel.

A decisão de “cortar” a praça gerou muita polêmica desde que foi anunciada. A invasão no cartão postal incomodou alguns poucos moradores da região. O prefeito Rafael Greca foi ao local e chegou a bater boca com os manifestantes. Alguns dias depois, durante a entrega dos veículos que farão o trajeto, disse que a reclamação partia apenas de algumas “madames”.

Greca critica ‘madames’ do Batel em visita à fábrica de ligeirões