Um novo golpe está usando o nome da Receita Federal para fazer vítimas em todo o Brasil. Segundo o órgão, pessoas que procuram operações de empréstimo ou financiamento em instituições bancárias ou financeiras têm recebido uma notificação com cobrança de valores referentes a IOF (Imposto sobre Operação Financeira) da transação. O documento, que é falso e remetido pelo correio, alega que o crédito será desbloqueado mediante o recolhimento do tributo.

Na correspondência, atribuída a auditores-fiscais da Receita Federal, há dados bancários para depósito, além de uma assinatura falsa. Na notificação, é exigido o pagamento do imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF), para que os valores sejam desbloqueados.

Como evitar ser vítima?

A Receita afirma que não fornece dados bancários para recolhimento de impostos ou tributos. O recolhimento é feito “exclusivamente via Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf). Ademais, a cobrança e o recolhimento do IOF são efetuados pelo responsável tributário, ou seja, pela instituição que conceder o crédito”.

Para o órgão, é possível identificar possíveis golpes em erros cometidos pelos criminosos, como equívocos na grafia de palavras, informações confusas ou contraditórias nos documentos recebidos.

Em caso de dúvidas, os contribuintes podem ir a uma unidade de atendimento da Receita Federal, pessoalmente, ou fazer uma denúncia pela internet, no site da Receita Federal.

Funcionários de carvoaria são mantidos como escravos na região de Curitiba