Você está trafegando pela rodovia, dentro da velocidade indicada e, de repente, a neblina ou mesmo fumaça de uma queimada fecha a sua visão. O que fazer? São segundos em que cada decisão é importante para evitar um acidente como o que vitimou 8 pessoas em um trecho da BR-277, na noite do ultimo domingo (2), em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Motoristas que escaparam ilesos da tragédia contaram que momentos antes do acidente o tempo estava limpo e, do nada, ficou branco. Neste caso a situação foi ainda mais tensa por causa da fumaça de uma queimada à beira da rodovia.

+Leia mais! Nova gasolina já está à venda: entenda o que muda no seu carro e no bolso

Na madrugada desta terça-feira outra situação bastante semelhante levou medo à uma motorista que seguia pela BR-277 na madrugada a caminho do trabalho. “Eu estava indo para a rádio e estava um nevoeiro. Quando parei o carro, percebi que tinha uma enorme fumaça. Fiquei com muito medo, pois a primeira coisa que pensei foi no acidente. A gente fica na dúvida se fica dentro ou fora do carro”, disse a jornalista Alexandra Fernandes, que ficou em dúvida sobre como proceder no caso de neblina na pista.

Para sanar estas dúvidas a reportagem da Tribuna procurou a Polícia Rodoviária Federal, que explicou um passo a passo de como os motoristas devem se comportar no trânsito quando se deparam com aquele paredão branco gerado pela neblina. Veja as importantes recomendações repassadas pelo policial rodoviário federal Maciel Júnior.

Como proceder em caso de neblina / fumaça na pista

Não ligue o pisca-alerta

O motorista que está na rodovia e se depara com fumaça/neblina não deve ligar o pisca-alerta. Este equipamento em funcionamento com o veículo em movimento pode confundir outros motoristas, podendo ainda gerar outro acidente. A orientação é imobilizar o veículo em um lugar seguro, de preferência afastado da rodovia, aí sim ligar o pisca alerta.

Se tiver, use o farol de neblina!

Se o veículo tiver, farol de neblina, abaixo, deve ser utilizado apenas quando o fenômeno ocorrer. A luz tradicional pode ofuscar o motorista. Foto: Tribuna do Paraná.

Aos veículos que dispõe desse aplicativo é recomendado acioná-lo. Como ele é posicionado mais abaixo, não existe a possibilidade de a luz do farol tradicional ofuscar o motorista na questão da reflexão. Tem muitos motoristas a utilizam como iluminação comum, mas o uso adequado do farol de neblina é justamente nessas situações.

Em caso de engavetamento, saia do carro e vá para um lugar seguro

Se houver um engavetamento e o motorista estiver envolvido com o veículo imobilizado, a orientação é sair e permanecer o mais longe possível, justamente para que num eventual acidente a situação não se agrave, deixando assim que apenas o veículo fique exposto aos danos.

Fumaça no caminho? Reduza a velocidade!

Fumaça é um perigo, assim como a neblina. A orientação é reduzir a velocidade, mas não bruscamente. Foto: Divulgação.

Se o motorista se deparar com uma situação de restrição de visibilidade por fumaça ele deve reduzir a velocidade, mas evitar freadas bruscas para que não ocorram novos acidentes .

Quando seguir na estrada mesmo com neblina?

A parada do veículo deve ser avaliada pelo motorista. Se ele entender que não deve seguir viagem por conta da restrição de visibilidade deve parar. Vai da experiência e da percepção se ele consegue ou não conduzir sob forte neblina ou fumaça. Se ele achar e entender por bem que não consegue, ele deve imobilizar seu veículo e aguardar o melhor momento para seguir.

Ficou em dúvida? Pare em local seguro

Na dúvida sempre optar por parar o veículo, nunca conduzir sem ter certeza. Se o motorista não souber se deve continuar ou não a viagem, melhor parar.