Após sancionar a Lei de Inovação da cidade, o prefeito de Curitiba Rafael Greca anunciou R$ 10 milhões a serem destinados ao Fundo Municipal de Inovação a partir de 2019. O dinheiro terá como finalidade oferecer crédito e incentivos financeiros às startups curitibanas “para que superem as dificuldades típicas desse seu momento de nascimento”, disse o prefeito, em consonância com a legislação recém-criada. A regra autoriza o município a aplicar instrumentos de estímulo à inovação, como subvenção econômica, financiamento, emissão de bônus tecnológicos, incentivos fiscais e uso de fundos de investimentos e de participação.

O anúncio milionário para o fundo foi feito por Greca em visita surpresa à Câmara Municipal nesta quarta-feira (21), entretanto, as bases para o instrumento ainda estão em processo de elaboração, de acordo com a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Cris Alessi. “A organização, a fonte do aporte ainda está sendo estudada”, destacou a presidente. Segundo Alessi, a própria Agência, a Procuradoria Geral do Município e a Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças fazem conjuntamente a análise de vários formatos para estabelecer qual será de fato adotado na cidade.

Quando houver definição, a prefeitura encaminhará novo projeto de lei para o legislativo, o que pode ocorrer ainda em novembro. O esforço é por dar celeridade à implantação das normas de inovação da cidade, já a partir da criação do conselho consultivo específico no início de 2019. O grupo que terá entre suas atribuições o acompanhamento dos projetos incentivados via Fundo Municipal de Inovação.

“Trouxe o troféu que nós ganhamos em Barcelona para vocês”

O prefeito falou sobre os recursos para o Fundo de Inovação ao fazer uma espécie de prestação de contas de sua viagem oficial a Barcelona, para participar do Smart City Expo World Congress – no evento, Curitiba foi finalista de prêmio relacionado a inovação e sustentabilidade.

Sobre a participação no Congresso, Greca afirmou que a sua passagem pela Espanha rendeu compromissos futuros para a cidade. Nos próximos dias, o município terá a visita de representantes da Universidade de Catalunha para troca de experiências sobre o Distrito 22@Barcelona, celeiro de inovação criado naquela cidade na década de 2000, e em maio de 2019 será a vez de a cidade receber uma missão empresarial e comercial da Coreia do Sul para definir investimentos em inovação no Vale do Pinhão.

Na fala aos vereadores, Greca mencionou por algumas vezes a primeira-dama, Margarita Sansone, que – ele garantiu – viajou com recursos próprios; já os representantes do município tiveram as despesas bancadas pela organização do evento.

13º Salário

Rafael Greca anunciou ainda o pagamento da segunda parcela do 13º salário do funcionalismo, a ser realizada nesta quinta-feira (22). Segundo o prefeito, os 48 mil funcionários ativos e inativos vão receber R$ 175 milhões. A primeira parcela, antecipada, foi paga em julho.

Ao comunicar o repasse do benefício, Greca pediu pressa à Câmara para aprovar o reajuste de 3% aos servidores, proposto pelo Executivo em projeto de lei enviado à casa em outubro. Ao comparar a situação da cidade com outros municípios e estados, o prefeito voltou a agradecer a base de apoio no Legislativo pela “delicada atenção que teve com o futuro de Curitiba ao votar o plano de recuperação da cidade”, e defendeu: “o tempo de semear está terminando. Agora nós colheremos o bem que essa Câmara começou a me ajudar a semear no passado”.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!