Dados divulgados pela Secretaria de Saúde de Curitiba (SMS), na sexta-feira (17), mostram qual é a porcentagem de casos positivos de coronavírus (covid-19) divididos por sexo e idade dos moradores da capital. O índice também inclui a divisão dos óbitos dentro da mesma classificação. O mesmo panorama também aponta que a capital, até a sexta-feira, totalizava 12.623 ocorrências da covid-19, com 323 mortes. Os dados são de pessoas que moram em Curitiba. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a cidade ainda tem 579 internados em hospitais públicos e privados. Desses, 249 estão em Unidade de Tratamento Intensivo (TI).

LEIA TAMBÉM Você esta seguro no seu bairro? Veja como estão os casos da covid-19 na vizinhança

Segundo o levantamento da prefeitura de Curitiba até a sexta-feira, o número de casos positivos para a covid-19 atinge mais as mulheres moradoras da capital do que os homens. A diferença é de quase 10%.Conforme os dados, dos cerca de 12 mil pessoas que têm ou tiveram o coronavírus 54% são mulheres e 46% são homens.

Quando se trata dos óbitos, o índice se inverte e os homens passam a ser o que mais morrem. A diferença na porcentagem chega a ser de quase 20%. Segundo o painel divulgado pela prefeitura, dos 323 óbitos registrados até sexta-feira, 59% deles foram de homens, contra 41% de mulheres. E 79% das mortes são de pessoas acima dos 60 anos de idade. De 60 a 69 anos, foram 43 mortes de homens contra 21 de mulheres. Dos 70 aos 79, são 48 óbitos de homens contra 34 de mulheres. E na faixa etária de 80 anos ou mais, foram 56 homens que faleceram de covid-19 contra 52 mulheres.

Internação por faixa etária

O levantamento da prefeitura que traz o índice de internamentos por faixa etária demonstra que os mais idosos são os mais sujeitos aos casos graves de coronavírus. Principalmente, os pacientes com 70 anos ou mais. De acordo com o painel de monitoramento da prefeitura de Curitiba, das pessoas entre 70 e 79 que testaram positivo para a covid-19, 43% tiveram internamento e 57% são casos foram ambulatoriais, ou seja, de sintomas mais leves. Já entre os idosos com 80 anos ou mais, que testaram positivo, 60% deles são com internamento e 40% ambulatoriais.

Os dados da prefeitura também apontam o número de testes realizados desde o início da pandemia. Foram 87.406 testes. O número inclui todos os testes realizados na cidade, de residentes e não residentes de Curitiba. Desses, 39.571 foram do chamado PCR (45,2%) e outros 45.835 (54,8%) foram por sorologia. 

A contagem de testes aponta uma diferença para o total de casos confirmados na capital. Dos cerca de 80 mil testes feitos, 18.060 deram positivo, ou seja, cerca de 6 mil pessoas que realizaram os testes em Curitiba não são considerados residentes da cidade. Outros 69.346 testes do total de realizados deram negativo.

O último boletim diário sobre o coronavírus em Curitiba foi divulgado pela SMS na tarde de sexta-feira. Ao longo do final de semana, poderá haver variação nos números divulgados pelo painel.