A perigosa combinação entre álcool e direção fez com que duas pessoas perdessem suas vidas neste sábado (8), após um grave acidente ocorrido por volta das 8h45 na esquina das ruas Francisco José Lobo e Leonardo Abagge, na Vila Xapinhal, Sítio Cercado, em Curitiba.

Segundo informações de testemunhas, o veículo Ford Focus seguia pela Rua Francisco José Lobo quando atropelou uma das vítimas, um morador do bairro de aproximadamente 60 anos, ainda não identificado e que costumava caminhar diariamente nesta rua. Com o impacto da batida ele não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

Logo em seguida, depois de acertar o idoso o carro ainda bateu contra uma moto CG 125 que era pilotada por outro morador da região, um homem de 38 anos, identificado como Célio Roberto Domingues da Cruz. A moto da vítima foi arrastada pelo carro por vários metros, ficando presa sob o veículo que parou em cima de uma calçada, deixando para traz um rastro de sangue. Socorrido em estado grave pelo Siate, Célio morreu na ambulância, antes mesmo de chegar ao Hospital do Trabalhador.

No local, a população se revoltou contra o motorista do Focus, que começou a ser a agredido e só não foi linchado porque viaturas da Polícia Militar chegaram e dissiparam a confusão. No entanto, isso não acalmou os ânimos e nem diminuiu a revolta dos moradores do local contra o rapaz que provocou o acidente.

Justiça com as próprias mãos

O soldado Itamar do 13º Batalhão de Polícia Militar conta qual era o cenário quando a polícia chegou para prestar atendimento. “No local havia uma colisão, com uma pessoa morta e outra ferida e vários populares tentando linchar o homem que estava conduzindo o veículo. No momento em que a gente chegou, este condutor se encontrava trancado dentro do veículo e ao Siate já estava dando atendimento aos feridos, junto com o pessoal do Corpo de Bombeiros, que retiraram a bateria do carro, pois estava vazando gasolina e o veículo poderia pegar fogo. Nós precisamos isolar a via para a retirada do indivíduo e para não acontecer um mal maior a ele e aos populares também”.

Ainda segundo o soldado, após o acidente um exame comprovou a embriaguez do motorista, um rapaz de 26 anos identificado como Luiz Guilherme dos Santos Souza, que não era morador do Sítio Cercado. “Foi feito o bafômetro pelo pessoal do BPTran, que constatou 0,60 (miligramas de álcool por litro de ar) no exame do motorista. Neste caso, acima de 0,30 mg/litro, já é embriaguez. Pelo crime de embriaguez ele vai ser encaminhado para a Dedetran (Delegacia de Delitos de Trânsito) e ainda vai responder também pelo crime de homicídio”, explicou.

O carro e a moto estavam regulares, com situação e documentação em dia. O corpo do idoso foi conduzido ao Instituto Médico-Legal de Curitiba (IML).