Um rapaz conhecido por “Tiquinho”, de 25 anos, morreu baleado na noite de ontem, quando recebia atendimento do Siate. O jovem foi ferido por volta das 20h30, numa cancha de futebol de areia, ao lado da Escola Municipal Prefeito Omar Sabbag, na esquina das Ruas Mário Miró e Pedro Bocchino, na Vila Oficinas, Cajuru.

Os guardas municipais Odair e Mário Cezar contaram que, depois de ouvirem cinco tiros atrás do muro do colégio, escutaram o barulho de uma moto saindo rápido do local.

Eles encontraram “Tiquinho” caído no canto da quadra, rodeado pelos outros jovens que jogavam futebol. O rapaz foi atingido por pelo menos quatro tiros nas costas.

Durante os 20 minutos que o Siate demorou para chegar, “Tiquinho” estava lúcido, tentou se levantar três vezes para ir para casa, mas foi impedido pelos guardas, que o fizeram esperar pelo socorro.

O jovens que jogavam futebol e provavelmente testemunharam o crime, além de fazerem gozação com rapaz baleado, não contaram à PM o que viram. “Nem com quatro tiros na bunda você morre”, diziam os garotos ao rapaz baleado. Depois que o Siate recolheu a vítima na ambulância, o jogo de futebol continuou, como se nada tivesse acontecido.

“Tiquinho” morreu dentro da ambulância, a caminho do Hospital Cajuru. Os guardas disseram que o rapaz morava a uma quadra da escola e estaria fazendo um tratamento de saúde.