Baleado ao tentar assaltar um policial militar de folga, no Parolin, Júlio César Pires, 25 anos, morreu, quarta-feira, no Hospital Cajuru. Por volta das 4h30 de terça-feira, ele e um comparsa abordaram a vítima na Rua Lamenha Lins, entre as ruas Antônio Parolin e Eugênio Parolin. Eles queriam roubar a motocicleta do soldado.

Quando notaram que se tratava de um policial, os bandidos sacaram as armas e ameaçaram atirar. O policial percebeu e reagiu, acertando dois tiros em Júlio, um na cabeça e outro no peito. O outro assaltante fugiu a pé.

Duelo