Ao chegar do trabalho, o mestre-de-obras Geraldo Machado dos Santos, 39 anos, foi executado com três tiros, às 20h30 de ontem, na Rua Lauro Strapasson, no bairro Menino Deus, em Quatro Barras.

Atingido na cabeça, no peito e nas costas, ele foi levado ao Hospital Angelina Caron. Porém, não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu antes de receber atendimento hospitalar.

A sorte não estava do lado de Geraldo. Primeiro, ele foi socorrido por um vizinho, que, no caminho para o hospital, devido à urgência da situação, sofreu um acidente de trânsito. Socorristas do Siate, então, foram até lá e terminaram o transporte do baleado.

Filha

Segundo a polícia, a mulher da vítima contou que escutou vários tiros. Em seguida, a filha dela entrou em casa e avisou: “Mamãe, balearam o papai!”. Apesar de a criança não ser filha de Geraldo, ela o chamava de pai.

Policiais militares que estiveram no local apuraram que os autores do crime seriam três homens, que passaram em frente à casa da vítima, e ao vê-la teriam dito: “Vai mexer com mulher casada?”. Em seguida, um deles efetuou os disparos, acertando a vítima.

Suspeitas

De acordo com a polícia, Geraldo trabalha no centro de Curitiba e não tinha passagens pela polícia. Por conta dessa informação, há suspeitas de que a motivação do crime tenha sido passional, porém essa hipótese será investigada pela delegacia local.