enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Progresso

Mesmo após protestos dos moradores, obras do Ligeirão começam na Praça do Japão

  • Por Gazeta Do Povo
Máquinas já trabalham na Praça do Japão. Foto: Marcelo Andrade / Gazeta do Povo

O entorno da Praça do Japão, no bairro Batel, pode ter lentidão no trânsito nesta segunda-feira (26). Isso porque desde as 9h equipes da prefeitura já estão trabalhando na obra da implantação do Ligeirão Norte Sul, que vai ligar o Terminal Santa Cândida à estação Bento Viana, no Batel, ainda no primeiro semestre de 2018. Esta é a primeira etapa das obras de correção geométrica na Rua Acyr Guimarães para que o biarticulado possa fazer o retorno.

A Avenida República Argentina está fechada justamente entre a Rua Acyr Guimarães e a Avenida Silva Jardim, ao lado da Praça do Japão, para a correção geométrica. O motorista pode desviar pela Rua Acyr Guimarães ou Sete de Setembro e Bruno Filgueira.

Para a implantação do Ligeirão, será necessária a abertura de um trecho de 5 m na rua , que vai conectar a Travessa Lange com a Avenida República Argentina para que os ônibus possam contornar o local. Segundo a prefeitura de Curitiba, 36 mil pessoas vão se beneficiar com os ligeirões, reduzindo o tempo de viagem em cerca de 20 minutos.

Uma rua será aberta no meio da Praça para que o Ligeirão faça o retorno. Foto: Aniele Nascimento / Gazeta do Povo

Uma rua será aberta no meio da Praça para que o Ligeirão faça o retorno. Foto: Aniele Nascimento / Gazeta do Povo

A mudança na Praça do Japão tem gerado polêmica, com muita preocupação dos moradores do entorno. Moradores dos prédios vizinhos chegaram a protestar contra a implantação do biarticulado. Com faixas escritas “S.O.S Praça do Japão” e balões vermelhos nas mãos, moradores do entorno se juntaram em um abraço simbólico no local no último dia (18).

Dois dias depois do abraço simbólico na praça, o prefeito Rafael Greca (PMN) foi à Praça do Japão explicar as mudanças aos moradores. A visita acabou em bate-boca entre os vizinhos da praça e o prefeito. Na oportunidade, Greca chegou a afirmar que os moradores deviam a urbanização da praça como está hoje e ale. “Eu que arrumei essa praça. Vocês me devem essa urbanização”, rebateu o prefeito a um dos manifestantes que questionava a abertura de um trecho.

A prefeitura informa a que não haverá instalação de novas estações-tubo na praça, pois o embarque e desembarque de passageiros ocorrerá nas mesmas estações- tubos que já atendem as outras linhas que passam pelo trecho. Elas estão localizadas na Avenida Sete de Setembro, a cerca de 250 metros da praça.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

63 Comentários em "Mesmo após protestos dos moradores, obras do Ligeirão começam na Praça do Japão"


Edson
Edson
9 meses 15 dias atrás

Quem votou agora tome

EDMILSON CARDOSO
EDMILSON CARDOSO
9 meses 15 dias atrás

O povão vai invadir os burgueses do Batel, kkkkk

Everton
Everton
9 meses 15 dias atrás

é Batel fiii…. vai ter mimimi pra qualquer coisa dos riquinhos lá…

Everton
Everton
9 meses 15 dias atrás

As praças são do povo… não apenas de alguns “moradores” … se for para beneficiar a maioria em detrimento de “alguns” não importando quem sejam estes, então que se faça…

Exterminador Leo
Exterminador Leo
9 meses 15 dias atrás

Leiam antes de comentar. Ou, tentem entender o que leram. A linha irá do Santa Cândida até o Pinheirinho, num segundo momento, mas hoje as estações ainda estão alinhadas da Praça do Japão até o Capão Raso e por isso não dá para implantar ainda. Sejam menos burros.

1 2 3 7
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas