A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) ganhou, nesta quarta-feira (21), 17 novos ônibus para reforçar o transporte coletivo, em linhas que fazem a ligação de Pinhais e Colombo com a capital. O investimento por parte das empresas Expresso Azul e Viação Colombo, que operam as linhas, foi de R$ 10,5 milhões.

 

Dos 17 ônibus entregues nesta quarta-feira, 12 são do modelo ligeirinho e farão o atendimento da rota Pinhais/Campo Comprido, em Curitiba. Outros cinco, modelo articulado, reforçarão a linha S01 – Roça Grande/Guadalupe e S31 – Roça Grande/Santa Cândida.

+Leia também: Uno e Kombi são flagrados em Curitiba com R$ 242 mil em dívidas

Com isso, chega a 41 o número de novos veículos para o transporte coletivo da região de Curitiba entregues em 2019. Desse total, 15 foram repassados em março e reforçaram o atendimento entre os municípios de Pinhais e Curitiba. E outros nove reforçaram a rota entre Colombo e Curitiba.

De acordo com a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), até o fim do ano outros 24 veículos deverão ser entregues, totalizando 65 aquisições.

“Serão 65 veículos zero-quilômetro que renovarão a frota, dentro do nosso contrato com as empresas que operam as linhas. São ônibus multimodais, que atendem tanto as estações-tubo quanto as plataformas normais nos terminais”, explicou Gilson Santos, presidente da Comec. “Isso gera agilidade e economia”, completou.

+ Você sabia que está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana? Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

Novas linhas

Na ocasião, o governador Ratinho Jr destacou também que a RMC ganhou recentemente novas linhas de ônibus, ampliando a oferta para a população. Entre as novidades, estão a Linha Tupy/Juliana, unindo Araucária ao terminal do Pinheirinho, em Curitiba; a Pinhais/Centenário, que permite a integração entre os terminais de Pinhais e o Centenário, na capital.

Também foi feita a extensão da linha O31 – Quatro Barras/Santa Cândida para atender o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul. Desta forma, usuários de toda a rede que desejam ir até o hospital pagam apenas uma tarifa, partindo do Terminal do Santa Cândida, em Curitiba, passando pelo Terminal de Quatro Barras e na sequência chegando até o hospital.

Também houve a ampliação da S14-Ana Rosa, ligação entre o bairro e o Terminal Roça Grande. Em abril, entrou em operação a linha Tubo Ferrari/Hospital do Rocio, que permite a ligação ao Hospital, em Campo Largo, saindo da Estação Tubo Ferrari. Antes, para ir até o hospital, utilizando a Rede Integrada de Transporte, era necessário descer na Estação Tubo Ferrari e seguir a pé, percorrendo uma distância de aproximadamente 2,1 quilômetros.

Abandone o ‘busão’ e compre um carro por ‘milão’; leilão da Setran é neste sábado