O corpo de Josimari de Fátima Estefani Camargo, 19 anos, foi encontrado às 16h de ontem em um carreiro próximo à Rua Flora, no bairro Pineville, em Pinhais. Suas roupas estavam rasgadas, indicando que ela teria sido estuprada, antes de ser morta por estrangulamento.

Muitas mulheres usam aquele caminho, de cerca de 200 metros no meio do mato, para levar os filhos para uma creche. Segundo parentes de Josimari contaram a policiais militares, quando ela estava atrasada, cortava caminho pelo carreiro para levar seus dois filhos. Foi o que fez na segunda-feira, por volta da 8h, quando desapareceu, depois de deixar as crianças na creche. Desde então, a família estava à sua procura.

Computador

De acordo com a PM, um cabo de energia, usado em computadores portáteis, estava enrolado no pescoço de Josimari. Segundo o soldado Marcos Aurélio, do 17.º Batalhão da PM, a mulher morava na Vila Emiliano Perneta, cerca de dois quilômetros de onde foi morta.

Ela foi achada por populares, a alguns metros do carreiro principal. De acordo com a PM, em vários pontos há trilhas usadas por outras pessoas para usar drogas e beber.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML), que irá apurar a causa da morte e se ela foi vítima de estupro. O crime passa a ser investigado pela delegacia de Pinhais.