O Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) resgatou um homem que se machucou enquanto fazia uma trilha na região do Pico Paraná, em Campina Grande do Sul, na manhã do último sábado (20). O rapaz de 27 anos foi retirado de helicóptero da região com um corte profundo na parte posterior coxa após sentar sobre uma faca.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

O montanhista Jean Carlos Pinheiro presenciou o acidente. Segundo ele, a faca era usada na armação da barraca em que a vítima estava. “Ele deixou a faca enfiada no chão, segurando a barraca dele. Quando eu chamei para ver o sol, ele saiu e já reclamou que tinha se cortado”, conta. “Não sei como ele conseguiu isso, mas ele puxou a faca para dentro e acabou sentando nela”.

De acordo com Pinheiro, à primeira vista, o machucado parecia ser apenas superficial e, por isso, os dois tentaram seguir com a trilha. No caminho, o sangramento se intensificou e eles decidiram chamar o socorro.

Com a ajuda de outras pessoas que faziam a trilha, o helicóptero do BPMOA foi acionado e o rapaz foi encaminhado para o Hospital Cajuru, em Curitiba. Na manhã desta segunda-feira (22), o rapaz já tinha recebido alta.

Morte na trilha

Um dia antes, no começo da tarde da sexta-feira (19), o Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost) do Corpo de Bombeiros foi acionado junto ao BPMOA para atender outro tipo de ocorrência. Um homem de 54 anos que seguia em uma Trilha do Pico Caratuva, também na região da Serra do Mar, que teria sofrido uma parada cardiorrespiratória no meio do trajeto. O homem chegou a ser resgatado, mas morreu assim que entrou na aeronave. Ainda não se sabe se a vítima tinha algum problema de saúde ou se houve um mal súbito.

Advogada é encontrada morta em seu próprio apartamento; marido é o principal suspeito