O governo do Paraná irá contratar por meio de processo seletivo simplificado, 85 profissionais que façam atendimento psicossocial para policiais e bombeiros militares, policiais civis e servidores da Polícia Científica e do Departamento Penitenciário. O documento foi publicado e assinado pelo governador Ratinho Junior, na sexta-feira (07).

O objetivo da contratação deve-se ao trabalho de risco em que agentes da segurança pública são expostos diariamente e que são afetados emocionalmente e fisicamente.

João Alfredo Zampieri, coronel e chefe da Assessoria de Planejamento Estratégico e Gestão de Projetos (APEP), da Secretaria da Segurança Pública, os 85 profissionais irão atuar diretamente com os policiais e bombeiros. “A atividade própria da segurança pública gera um alto nível de estresse, inclusive, com a ocorrência de traumas de eventos críticos. Por isso, precisamos ter um programa que cuide da saúde mental dos servidores. O ponto fundamental desse programa é ter os profissionais que vão atuar tanto na promoção da saúde mental quanto na prevenção e no tratamento de casos””, ressaltou Zampieri.

Mais informações sobre os cargos, salários e vagas, serão publicadas nas próximas semanas em edital, no Diário Oficial do Estado.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?