enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Câmera indiscreta

Funcionários que ‘espionavam’ banhistas voltam ao trabalho em Guaratuba

Os quatro servidores que foram flagrados espionando mulheres nas praias de Guaratuba retornaram ao serviço em 27 de dezembro

  • Por Vivian Faria - especial para a Gazeta do Povo
Funcionários foram flagrados espionando mulheres em praias de Guaratuba com as câmeras de monitoramento. Foto: Reprodução/RPC
Funcionários foram flagrados espionando mulheres em praias de Guaratuba com as câmeras de monitoramento. Foto: Reprodução/RPC

Os quatro servidores municipais de Guaratuba que haviam sido afastados em novembro por usarem câmeras do sistema de segurança para filmar mulheres de biquíni na praia e em um hotel à beira-mar voltaram a trabalhar na prefeitura do município.

De acordo coma administração municipal, os funcionários são concursados e voltaram às atividades no dia 27 de dezembro, quando venceu o prazo do afastamento, conforme previsto na lei n° 777/1997, que institui o regime jurídico dos servidores públicos do município. Contudo, eles foram realocados e estão exercendo funções administrativas com supervisão, longe das câmeras da Central de Monitoramento da Secretaria de Segurança Pública pelas quais eram responsáveis antes.

O retorno dos funcionários coincide com o fim dos trabalhos da sindicância aberta para investigar o caso, a qual emitiu relatório pedindo a abertura de processo administrativo disciplinar (PAD). O relatório foi acolhido pelo prefeito do município e a comissão responsável pelo processo tem 90 dias – prorrogáveis por até outros 90 – para analisar os fatos e determinar as penalidades aplicáveis.

De acordo com a lei n°777, caso seja considerado que os servidores cometeram infração, como são todos concursados, eles podem ser repreendidos, suspensos, destituídos de funções de chefia (se for o caso), demitidos ou ter a aposentadoria e a disponibilidade cassadas.

A lei determina ainda que, se os atos atribuídos aos servidores forem considerados criminosos, o processo deverá ser encaminhado para a autoridade policial competente.

Caso

No dia 17 de novembro, funcionários que tentavam rastrear um adolescente desaparecido – encontrado morto dois dias depois – encontraram imagens das câmeras de segurança que mostravam mulheres e adolescentes na praia, dando zoom em partes de seus corpos. As imagens haviam sido gravadas no mesmo dia e foram feitas com câmeras que conseguem filmar a uma distância de até 20 metros.

A partir da divulgação das primeiras gravações, outras foram reveladas, mostrando mulheres dentro de um hotel à beira-mar. As imagens foram feitas ao longo do mês de novembro, em diversas praias da cidade, incluindo Caieiras, Praia Central e Praia das Pedras.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias de hoje sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Virose se espalha por Curitiba neste verão. Saiba como evitar!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Funcionários que ‘espionavam’ banhistas voltam ao trabalho em Guaratuba"


Gabriela Moraes
Gabriela Moraes
2 meses 16 dias atrás

Em pleno verão, vai começar o BBB em Guaratuba. Pra variar tudo acaba em pizza.

Machado Machado
Machado Machado
2 meses 16 dias atrás

Segue o baile na terra “tupiniquim”

João Silva
João Silva
2 meses 16 dias atrás

Rapadura é doce mas não é mole não!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas