Curitiba confirmou a morte de mais duas pessoas por novo coronavírus, ocorridas nas últimas 24 horas. Os pacientes que faleceram tinham problemas de saúde e estavam internados há mais de duas semanas em hospitais da capital. Um deles era um homem de 61 anos, que tinha hipertensão, estava em estado grave e morreu na madrugada desta terça-feira (2). A outra vítima fatal da doença era uma idosa de 76 anos, que lutava contra um câncer e fazia tratamento com quimioterapia e radioterapia. Com estas novas mortes, Curitiba registra 52 óbitos por covid-19.

LEIA AINDA – Com pandemia, máscaras vieram pra ficar e já mostram o estilo de cada pessoa

No boletim epidemiológico desta terça-feira (2), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também informou que mais 29 casos foram registrados, assim, Curitiba chegou a soma de 1.158 pessoas contaminadas com o novo coronavírus, desde o início da pandemia, no dia 11 de março. No entanto, a maior parte dos infectados já está recuperada: 924 pessoas não têm sintomas e foram liberadas do isolamento social. Há ainda em Curitiba 371 casos em investigação e outras 2.139 suspeitas já foram descartadas.

Internados

Atualmente, 42 pessoas estão internadas em hospitais públicos e privados com diagnóstico de covid-19. Destes pacientes, 23 seguem em unidades de terapia intensiva (UTI) e quatro estão em estado mais crítico e fazem uso de respiradores. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a taxa de ocupação de leitos SUS exclusivos para covid-19 é de 49% nesta terça-feira. 

Testagem para grupos de risco

Durante a transmissão do boletim desta terça-feira, em live pelo Facebook, o prefeito de Curitiba Rafael Greca (DEM) anunciou ao lado da secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak e da médica infectologista Marion Burger, que Curitiba fará testagem em pessoas de grupos de risco para complicações pela covid-19. Ao todo, serão 55 mil testes, entre eles, sorológicos e molecular (RT-PCR). A rede municipal de saúde vai entrar em contato com as pessoas que serão testadas. Não é necessário procurar a prefeitura.

LEIA MAIS – Mistura de água sanitária e álcool gel não mata coronavírus. Veja os riscos ao limpar a casa

“Nós anunciamos a testagem em massa dos grupos de risco ou da população de risco da cidade de Curitiba. Nós recebemos 55 mil testes, testes sorológicos e testes PCR e vamos aplicá-los no enfrentamento do vírus e em defesa da população”, afirmou Greca.

Segundo a SMS, desde os dois primeiros casos de coronavírus registrados em março, até esta terça-feira Curitiba já realizou cerca de 11 mil testes em pacientes. O objetivo de chegar aos 55 mil testes anunciados por Greca deve ser alcançado em um prazo de até 60 dias.

A secretária de Saúde, Márcia Huçulak, frisou que não serão aplicados testes em massa aleatórios na população, como se vê em algumas cidades, com a criação de locais drive trhu. “É importante destacar que Curitiba não está fazendo testes em massa para todo mundo. São testes para grupos específicos”, destacou.

Devem ser testados:

  • Todos os contatos e familiares de pacientes com covid-19 que estão internados
  • Pessoas em situação de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade social
  • Casos de sintomas leves e moderados
  • Pessoas com problemas de saúde: hipertensos, diabéticos, entre outros
  • Pessoas em tratamento de alguma doença
  • Profissionais de saúde do serviço público e privado
  • Servidores que estão na linha de frente de combate ao coronavírus
  • Guardas municipais
  • Agentes funerários
  • Profissionais dos armazéns da família
  • Profissionais da Fundação de Ação Social (FAS) e educadores que estão contato direto com a população
  • Motoristas e cobradores de ônibus

Também estiveram presentes no anúncio da nova medida de combate ao novo coronavírus, o secretario municipal de defesa social, a secretaria de meio ambiente, o comandante da Guarda Municipal e o presidente da FAS.

BOLETIM SOBRE O CORONAVÍRUS ⚠

BOLETIM SOBRE O CORONAVÍRUS ⚠ Acompanhe ao vivo o boletim de informações sobre o coronavírus com a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak e a médica infectologista Marion Burger. Tradução em Libras por Sônia de Paula.

Posted by Prefeitura de Curitiba on Tuesday, June 2, 2020

A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?


Coronavírus no Brasil