O risco de um acidente envolvendo crianças da Escola Inovação Kids é óbvio para pais, professores e qualquer um que observe o tráfego intenso na Estrada Delegado Bruno de Almeida, no bairro Tatuquara. Mas o poder público municipal ignora o antigo problema, já que a instituição funciona no local há 12 anos, atendendo 250 crianças de zero a oito anos.

Segundo a diretora da escola, Silmara de Fátima Pellanda, nos últimos quatro anos a comunidade já tentou organizar vários abaixo-assinados e reuniões com os órgãos responsáveis pelo trânsito na cidade, mas pouco avançou. “Colocaram duas lombadas distantes de nossa escola. Em outra oportunidade, o retorno que tivemos do telefone 156 foi que a via não representava risco porque as crianças atravessam com os pais”, relata.

Gerson Klaina
Silmara: colisões envolvendo automóveis e quedas de motos são frequentes.

O aumento da frota em Curitiba e o crescimento da região, com o surgimento de vários loteamentos residenciais, agravaram o trânsito em frente à escola, já que a estrada serve de desvio do fluxo da Rodovia Régis Bittencourt (BR-116). Entre 7h e 8h30 da manhã e no fim do dia, a partir das 16h30, há pais que ficam até dez minutos para conseguir atravessar a rua, que não tem semáforo, redutor de velocidade ou qualquer recurso visando uma travessia mais segura.

O funcionário público Roberto Almeida conta que, desde 2010, quando a filha começou a frequentar o berçário, a dificuldade de chegar à escola faz parte da rotina. “A prefeitura deveria analisar uma solução antes de acontecer uma tragédia”, defende. A diretora conta que colisões envolvendo automóveis e quedas de motos são frequentes. “Além dos carros, são oito linhas de alimentadores, mais ônibus metropolitanos e carretas circulando por aqui. É uma sorte não ter acontecido algo mais grave mesmo com a falta de um redutor de velocidade ou uma travessia elevada”, avalia.

Gerson Klaina
Roberto: prefeitura deveria analisar solução antes de acontece uma tragédia.

Segundo Silmara, embora a Inovação seja uma escola particular, em um raio inferior a um quilômetro existem duas escolas municipais e outras duas instituições de ensino interessadas em uma sinalização mais adequada para garantir a segurança dos estudantes.

Escola precisa formalizar pedido

A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) reconheceu que o trânsito na Estrada Delegado Bruno de Almeida se intensificou por conta de diversas obras, mas trabalha com a expectativa de que o fluxo se normalize nos próximos meses. Segundo a Setran, não é possível fazer faixas de pedestres em local sem semáforo, apenas quando integra a operação escola. A recomendação para a Inovação Kids é que, de posse do alvará de funcionamento, solicite a sinalização vertical para o Setran. A prefeitura também estuda a implantação de um projeto de trânsito que pretende melhorar a sinalização de trânsito nas escolas municipais.