enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Vitrines verde e amarelo

Comércio curitibano esquece o Dia das Mães e se anima para a Copa

  • Por Alex Silveira - especial para a Gazeta do Povo
Produtos verde e amarelo já são encontrados em lojas de Curitiba. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Com o anúncio dos 23 convocados do técnico Tite segunda-feira (14), o comércio de Curitiba virou a chave do Dia das Mães para a Copa do Mundo da Rússia. A menos de um mês do Mundial, as vitrines e fachadas das lojas começam a se “vestir” de verde e amarelo.

André Apolinário, 39 anos, gerente da Comercial Embalagens, na Rua que fica Rua Sete de Setembro, nas proximidades do Mercado Municipal, no Centro, começou a mudar o visual da loja segunda-feira.

Veja mais: Mais fácil que a Lotofácil, nova loteria da Caixa tem primeiro sorteio no sábado

Produtos como vuvuzelas, botons, bandeirinhas do Brasil para carro, chapéus e bandeirolas dos países que disputam o Mundial já aparecem na fachada e ocupam as prateleiras da frente, dividindo espaço com materiais de festa junina. “Em anos de Copa, festa junina e futebol caminham juntos”, explica o gerente.

Artigos para festa junina ao lado dos itens com o tema da Copa. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Artigos para festa junina ao lado dos itens com o tema da Copa. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Segundo Apolinário, há dois momentos específicos na comercialização dos produtos relacionados à Copa. “Agora, os clientes são os donos de estabelecimentos comerciais que planejam decorar seus espaços e vendedores ambulantes que querem uma renda extra. Depois que a Copa começa, os torcedores aparecem em peso e resolvem fazer compras no impulso”, explica o comerciante.

E, nesta Copa, ainda há outro atrativo: vai coincidir com o período de festa junina. “ É a hora da festa junina, no dia do jogo do Brasil, e dos churrascos em verde-amarelo com amigos. E quanto mais longe vai a seleção , mais o comércio sente o reflexo da boa campanha”, enfatiza Apolinário.

Comércio do Centro

No Calçadão da Rua XV de Novembro, quase não se nota o clima de Copa. Não há decoração verde-amarela, poucas lojas têm produtos expostos, mas o ambiente deve se transformar em breve. Quem garante é a vendedora Tatiana Guzman, 19 anos, que trabalha na Casa Mil Coisas, na Rua XV.

Leia também: Cláudia Silvano explica: É certo o estabelecimento cobrar pela bebida gelada?

“Pensando na convocação do Tite, nós mudamos o local dos produtos do Brasil neste último fim de semana, puxando alguns itens para a frente da loja. Também já nos planejamos para decorar a fachada com as cores da seleção, mas isso deve acontecer mais perto da Copa”, conta Tatiana, ressaltando que haverá divisão de espaço entre os produtos de futebol e de festa junina.

Para os funcionários das lojas, o Mundial da Rússia já empolga. “A gente está empolgado e acredita que o comércio será movimentado”, aposta o vendedor Rodrigo Passalia, 24, já soltando o palpite de quem leva a taça. “Este ano, o hexa é nosso”.

Rede de supermercados abre 90 vagas para contratação imediata em Curitiba

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

7 Comentários em "Comércio curitibano esquece o Dia das Mães e se anima para a Copa"


Bolsonaro 2018
Bolsonaro 2018
3 meses 2 dias atrás

Vamos parar para assistir, vamos se reunir para assistir, vamos torcer e vamos se emocionar ! … mas está longe do que era !

Dan Durden
Dan Durden
3 meses 2 dias atrás

Como tem mimimi… vão abrir mão da folguinha na hora do jogo e continuar trabalhando então, comédias?

Volim Raba
Volim Raba
3 meses 2 dias atrás

Eu não gasto um centavo por isso quero que encalha tudo,mas tem muita gente que gosta ai ta o verdadeiro pão com xaxixo no toba do pavão………

República do Paraná
República do Paraná
3 meses 2 dias atrás

E a bem da verdade, a “seleção brasileira” é a máquina registradora da CBF, para os clubes que “cedem” os jogadores e seus representantes, dado a valorização que ocorre com os boleiros, independente da atuação ou resultado em campo.

República do Paraná
República do Paraná
3 meses 2 dias atrás

Neste período de Copa do Mundo, o patriotismo festivo momentâneo é a alegria dos políticos, dado que o povo esquece dos mesmos e de suas falcatruas. Então, é um período abençoado para eles.

Urtiga
Urtiga
3 meses 2 dias atrás

Fato!!! Pão e circo para os alienados…

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas