Curitiba foi atingida por um “ciclone bomba” na tarde desta terça-feira (30). A tempestade foi tão forte que causou estragos assustadores na capital. Até às 19h, a prefeitura já havia atendido mais de 400 ocorrências. No bairro Campo Comprido, os ventos arrancaram um telhado de um condomínio de prédios.

Veja o vídeo

A tempestade de água e granizo causou estragos, derrubou a luz em diversas regiões da capital e região metropolitana. Na estação meteorológica do Simepar no bairro Jardim das Américas, os ventos chegaram a alcança 97,9 km/h.

O ciclone bomba é a formação e intensificação de um ciclone extratropical. Toda a região de Curitiba foi atingida. Com ventos fortes desde o início do dia, o céu ficou preto no meio da tarde e a chuva veio pra valer por volta das 16h30.

Por causa do temporal, cerca de 185 mil casas ficaram sem luz em Curitiba, de acordo com informações da Copel. De acordo com a companhia de energia, estão sem luz parte dos moradores dos bairros Bigorrilho, Batel, Mercês, Água Verde, Portão, Novo Mundo, Xaxim, Santa Quitéria, Fazendinha e arredores. O restabelecimento da energia está sendo feito gradualmente.

Até às 19h, a prefeitura registrou 406 ocorrências com quedas de árvores ou galhos, em vias públicas e terrenos particulares via sistema Central 156 – muitas delas para um mesmo endereço. Não houve registro de feridos, desalojados ou desabrigados.

LEIA MAIS – “São medidas regionais e severas”, declara Ratinho Jr sobre decreto pra conter covid-19

De manhã, uma ventania forte já havia causado estragos com a derrubada de árvores nos bairros Água Verde e Boqueirão – neste último, a queda atingiu uma van de entrega dos Correios.

De tarde, a ventania voltou. E não só. O céu ficou escuro em quase toda Curitiba. Em alguma regiões, como no bairro Centro Cívico, em frente ao Museu do Olho, árvores voltaram a cair. No cruzamento das ruas Moisés Marcondes com João Gualberto, um muro caiu.

Por volta de 16h30 a tempestade veio de fato com mais ventos.
De manhã, uma árvore tombou e trancou o trânsito na Rua Carneiro Lobo no Água Verde. No Pilarzinho, outra árvore caiu em cima de uma casa na Rua Leônidas Xavier de Freitas.

No início da tarde, uma van dos Correios foi atingida pela queda de outra árvore, que caiu na esquina das ruas Desembargador Mota e Desembargador Isaías Bevilaqua, no bairro Mercês, logo após o veículo parar no local para fazer uma entrega. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?Apoie a Tribuna!Add Botão