O sol vai aparecer escondido em Curitiba e a temperatura deve chegar perto dos 30ºC nesta quarta-feira (6) após o feriado de carnaval. A previsão é de que o tempo fique a maior parte do dia parcialmente nublado, com previsão de chuva. O sol deve ficar entre nuvens na parte da manhã, quando os termômetros alcançaram a temperatura mínima para a quarta-feira: 18ºC. Já a chuva chega no fim da manhã. A previsão é do Simepar.

Às 11h a temperatura começa a subir, quando chega a 26ºC, com previsão de chegar a 29ºC às 13h, permanecendo assim até as 15h, quando os termômetros começam a baixar em Curitiba.

No mesmo horário em que a temperatura começa a esquentar, chega também a chuva. Às 11h devem começar as pancadas de chuva, que devem permanecer na capital no restante de todo a quarta-feira, parando apenas por volta de 23h. As chuvas ganham força ao longo da tarde e trovoadas chegam na sequência. Entretanto, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) não há havia de alerta laranja, quando há risco de temporais com ventos fortes, em todo o Paraná nesta quarta.

Para quem ainda pode curtir um pouquinho mais as praias, a previsão é de sol no Litoral, com previsão de algumas pancadas de chuva de tarde. Em Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná, a temperatura vai ter mínima de 22ºC e máxima de 30ºC. As pancadas de chuvas devem começar no fim da manhã, com intervalos em que o sol deve aparecer novamente na parte da tarde.

No Norte do Paraná, a maior parte do dia será de sol entre nuvens, com previsão de chuva leve no meio da tarde. Em Londrina e Maringá, os termômetros tem a mínima de 21ºC e a máxima de 32ºC.

No Oeste, o sol também fica entre nuvens, com pancadas de chuva no começo da tarde. Em Cascavel, mínima de 19ºC e máxima de 31ºC. Em Foz do Iguaçu, não há previsão de chuva e o dia vai ser de calor: mínima de 23ºC e máxima de 35ºC.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Escrachado nas redes sociais, auxílio-reclusão é a maneira dos dependentes de presidiários sobreviverem