A deputada federal Christiane Yared deixou o Tribunal do Juri com pouco menos de uma hora do início do julgamento do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho. Mãe de Gilmar Rafael Yared, uma das vítimas do acidente causado por Carli em 2009, ela não será mais testemunha da defesa no julgamento.

Emocionada, ela falou com os jornalistas que cobrem o evento, inclusive com a Tribuna do Paraná. Christiane falou da sensação de rever Carli Filho e pediu justiça na resolução do caso que se arrasta pelos últimos nove anos.

O advogado Elias Mattar Assad preferiu não colocar Christiane para depor. “É difícil reviver essas dores. Ela merece ser poupada”, disse.

Mãe não esquece