Moradores do Jardim Osasco estão incomodados com a carcaça de um carro que foi queimado por bandidos no domingo passado na esquina das ruas Rio Madeira e Rio Doce. Eles reclamam que o guincho da Polícia Militar esteve no endereço e apenas empurrou o carro para a esquina.

Segundo um morador da região, os marginais atearam fogo no Corsa na madrugada de domingo passado.  Na segunda-feira, moradores acionaram a PM, mas o guincho foi até o local e em vez de rebocar o carro até a delegacia apenas o tirou do meio da rua para liberar a passagem dos carros.

O Corsa seria roubado e estava com o motor adulterado e sem as placas quando foi abandonado. Diante do descaso com a situação, a dona de uma casa telefonou para a prefeitura e para a delegacia de Colombo para saber se havia outro modo de retirar o carro dali, mas a resposta é que apenas a PM pode guinchar o carro. Enquanto isso, ele virou parte do cenário da rua. “Não adianta nem mais cortar a grama da frente da casa”, disse um morador, que preferiu não se identificar.

Ele acredita que a ideia dos bandidos era desovar o carro num terreno baldio. “Como esse terreno agora foi cercado, eles abandonaram o carro no meio da rua”, lamenta.