Campo Largo é a primeira cidade da região metropolitana de Curitiba a tomar medidas mais restritivas no novo avanço da pandemia de coronavírus. Nesta quarta-feira (25), a prefeitura publicou o decreto 420/2020 determinando o fechamento de parques e proibindo eventos que gerem aglomerações para tentar conter as transmissões.

LEIA TAMBÉM Lotação de UTIs em Curitiba chega a 94% e se iguala a julho. Cidade tem 21 leitos livres

O município vem registrando aumentos de casos há cinco semanas e está na bandeira laranja. Terça-feira (24), Campo Largo bateu recorde de novos casos de Covid-19 desde o início da pandemia, em março, com 150 novos pacientes infectados. Quarta-feira, a cidade registrou 101 novos casos. Entre os pacientes infectados entre terça e quarta-feira há 11 crianças com idades de apenas 5 meses a 10 anos.

Já Curitiba segue na bandeira amarela, com menos restrições, mesmo com a escalada da pandemia. Quarta-feira (25) a capital chegou a 1.597 novos casos em um único dia, com 11 mortes, e atingiu a marca preocupante de 90% de ocupação de UTIs exclusivas de coronavírus. Sexta-feira (27), a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba vai reavaliar os dados da pandemia para definir se a capital entra ou não na bandeira laranja com restrições em algumas atividades.

A macrorregional de Saúde da região leste do Paraná, da qual fazem parte Curitiba e a região metropolitana, tem 93% de ocupação de leitos de UTI e de 73% dos leitos de enfermaria de adultos para o tratamento de Covid-19.