enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Flagrante

Câmeras de segurança gravam últimas imagens de Andriele Gonçalves

Polícia divulgou imagens que mostram jovem saindo de seu apartamento com o ex-companheiro de madrugada. Polícia ainda considera possibilidade de ela estar viva

  • Por Lucas Sarzi

A Polícia Civil de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), divulgou imagens de câmeras de segurança que mostram o soldado da Polícia Militar (PM) Diogo Coelho da Costa saindo com a estudante de direito Andriele Gonçalves da Silva, de 22 anos. O registro é o último feito da jovem antes de ela desaparecer, na madrugada do dia 9 de maio. Preso no último sábado (19), o policial militar de recusou a ajudar a polícia com qualquer informação durante interrogatório.

O trabalho de investigação do sumiço da jovem é uma responsabilidade dos policiais da Delegacia do Alto Maracanã, de Colombo. Segundo o delegado Reinaldo Zequinão Neto, desde o registro das câmeras de segurança, que mostram os dois saindo do apartamento da jovem por volta das 3h da madrugada, a polícia não teve mais nenhuma informação sobre Andriele. “O que nós soubemos é que, depois que ela desapareceu, o suspeito disse para algumas amigas dela que ela tinha visto um filme e disse a ele que sairia pelo mundo”.

Diogo estava internado num hospital de psiquiatria de Curitiba, onde foi detido e levado à delegacia. “Ao ser interrogado, ele não quis sequer esclarecer nossas dúvidas, se resguardou ao silêncio, o que faz com que as investigações fiquem ainda mais difíceis”, explicou o delegado.

Desaparecida desde o começo do mês, Diogo é apontado pela polícia como o principal suspeito, mas os investigadores ainda trabalham com a possibilidade de que Andriele possa estar viva. “Apesar disso, suspeitamos que tenha acontecido alguma discussão entre eles e ele tenha a matado. Até pelo sangue que encontremos no carro dele, material que passou por perícia e ainda não temos o laudo para afirmar se era ou não da jovem”, avaliou o delegado.

Depois de ouvido pela Polícia Civil, o soldado, que foi preso por duas equipes da própria PM, foi encaminhado a um quartel de corporação. A prisão tem validade de 30 dias, mas pode ser prorrogada se houver necessidade ou ainda convertida em prisão preventiva.

Além das imagens, do sangue encontrado e de mais algumas provas que os policiais conseguiram, o delegado destacou que conseguiu fortes indícios que apontam Diogo como suspeito do crime. “Nossa esperança é de que agora ele possa pelo menos nos ajudar com alguma informação”, explicou.

Fim do relacionamento

Andriele vivia com Diogo há quatro anos e, segundo a polícia, o relacionamento tinha acabado. “Ele não aceitava o fim do namoro”, destacou o delegado. Ela sumiu no bairro Alto Maracanã, depois de desligar uma chamada de vídeo em que conversava com um amigo.

Além desse amigo da jovem, que teria contado que percebeu uma movimentação estranha antes de a ligação cair, algumas pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil. Algumas mensagens de texto foram enviadas pelo celular da jovem e a polícia suspeita de que não tenha sido ela. “Pela forma de escrever, que não bate com a que ela costumava usar”.

Ameaças

O delegado disse que tomou conhecimento sobre uma possível ameaça que o policial, ou algum colega de farda, teria feito à mulher que tinha as imagens de câmeras de segurança, para que fornecesse o material. Apesar disso, Reinaldo Zequinão Neto afirmou que soube disso pela imprensa. “Nós conversamos com essa mulher e ela não nos relatou nada sobre ter sido ameaçada. Ela informou que foi procurada por policiais que queriam o vídeo, mas em momento algum disse ter se sentido coagida”.

Para o delegado, é importante que, caso alguém tenha alguma informação, seja sobre o crime em si ou simplesmente sobre o paradeiro de Andriele, ajude a polícia. As denúncias podem ser passadas diretamente pelo telefone da delegacia, que atende pelo número ‭(41) 3605-6558‬.

https://www.tribunapr.com.br/noticias/seguranca/preso-pm-e-ex-marido-da-jovem-andriele-que-sumiu-em-colombo/

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

9 Comentários em "Câmeras de segurança gravam últimas imagens de Andriele Gonçalves"


Divair Oliveira
Divair Oliveira
1 ano 2 meses atrás

Estavam dando uma escondidinha no macaco pela última vez e o pm resolveu queimar a guria

robin
robin
1 ano 2 meses atrás

Este cara sofre de uma “doença psiquiátrica” chamada falta de caráter. Dá medo a arrogância dele! Mais um caso para a lei Maria da Penha. O pior que leva anos para ser condenado, aí já fugiu e se for preso fica uns dois anos. Infelizmente a vida humana está valendo muito pouco…

jorge luiz ferreira
jorge luiz ferreira
1 ano 2 meses atrás

Isso acontece na Polícia Militar por causa do politicamente correto. Antigamente os alunos policiais eram submetidos a todo tipo de humilhação e pressão psicológica para saber de seu comportamento posterior e verificar de sua condição para ser PM, hj o politicamente correto não permite isso.

Kevin Mamar
Kevin Mamar
1 ano 2 meses atrás

Quem deveria estar protegendo, está fazendo o inverso.

Ricardo Barroso
Ricardo Barroso
1 ano 2 meses atrás

Malaco

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas