O bioquímico Alberto Cardoso Martins Lima, de 40 anos, levou um susto duplo nesta sexta-feira (18). Primeiro, se envolveu em um acidente de trânsito a caminho do trabalho. Segundo, após a colisão, por pouco não ficou sem o seu cachorro: o vira-lata Zeca, de três anos de idade, que se assustou com o barulho da freada e do impacto do carro e fugiu. 

LEIA TAMBÉM Cães são maioria em lares brasileiros, mas gatos estão ganhando espaço

A batida aconteceu no cruzamento das ruas Maranhão e Santa Catarina, no Água Verde. O carro do bioquímico, que estava com seu cachorro, capotou após um outro veículo avançar na preferencial. Por sorte, ninguém se feriu, mas o cão Zeca acabou fugindo do local do acidente. O condutor do outro veículo envolvido no acidente saiu sem prestar socorro.

Aberto ficou angustiado com o sumiço de Zeca. Felizmente, o cachorro foi encontrado por moradores próximo ao local do acidente duas horas depois. “Graças a Deus ele só estava assustado. Fiquei com medo dele se perder na rua, ser atropelado. Ainda bem que foi só um susto”, comentou o bioquímico. 

Zeca é adotado e está com a família há 1 ano e 10 meses. “Encontramos ele largado na rua. Um carro deixou ele na rua e ele ficou lá, parado. Minha sogra e minha esposa cuidaram dele e acabamos ficando com ele. Ele era muito assustado, talvez porque tivesse apanhado, mas agora ele tem amor e carinho”, revela. 

A Polícia Civil investiga as causas do acidente.