Gripes, resfriados, uso de diversos casacos e o “medo” de enfrentar as baixas temperaturas são alguns fatores que geram queda significativa no número de doadores de sangue durante o inverno. Mesmo com o sol no período da tarde, na última sexta-feira (4), apenas 97 doadores compareceram ao Hemepar de Curitiba, sendo que a média esperada é de 180 voluntários diariamente.

Diante dessa realidade, o diretor-geral do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Paulo Roberto Hatschbach, solicita que os doadores compareçam aos bancos de sangue para manter estoque suficiente para emergências e cirurgias eletivas. “O Hemepar, por exemplo, atende 384 hospitais em todo o estado, então nos preocupamos em sempre manter nosso estoque e contamos com a população para isso. Precisamos de doadores”, informa.

Para colaborar, é necessário estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais que 50 kg e ter dormido ao menos seis horas na noite anterior. Além disso, o doador precisa estar bem alimentado e deve evitar ingerir comidas gordurosas nas quatro horas que antecederem a coleta.

Cumprindo esses pré-requisitos, basta se dirigir ao banco de sangue escolhido nos horários indicados. “Lembrando que você deve apresentar um documento oficial com foto e preencher uma ficha de triagem antes da doação”, pontua Hatschbach. Mulheres podem doar até três vezes no período de 12 meses, enquanto homens podem realizar a coleta quatro vezes.

Na contramão dos demais bancos de sangue da capital, o Hemobanco registrou aumento de 50% no número de doadores em julho e está com o estoque repleto. Por isso, diminuiu o número de coletas diárias de 100 para 80 e ainda tem atendido outras instituições. “O sangue é um produto muito delicado e perecível, tem a validade de pouco mais de 30 dias. Desta forma, se mantivermos as doações em números maiores que o consumo, as perdas de um produto precioso para a vida humana será inevitável”, informou, em nota.

#partiudoarsangue

Para anotar a data das doações de sangue e não se perder no tempo, uma opção é o aplicativo “Partiu doar sangue”, disponível gratuitamente para Android no Google Play. Com ele, o doador pode registrar todas as suas doações e ser informado assim que estiver apto para doar novamente. O usuário ainda pode localizar o banco de sangue mais próximo, saber se pessoas de sua região estão precisando de doação, reunir um grupo e até solicitar doações para um paciente específico. “Uma única doação pode salvar até quatro vidas. Então, não perca tempo”, pontua o diretor do Hemepar.

Onde doar

Hemepar – Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná

Atendimento: segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados das 8h às 18h.

Endereço: Travessa João Prosdócimo, 145 – Alto da XV.

Contato: (41) 3281-4000

Banco de Sangue do Hospital Santa Casa

Atendimento: Segunda a sábado, das 8h às 13h

Endereço: Praça Rui Barbosa, 694

Contato: (41) 3322 2387

Banco de Sangue do Hospital Nossa Senhora das Graças

Atendimento: Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Aos sábados, das 8h às 12h

Endereço: Rua Alcides Munhoz, 433 – Mercês.

Contato: (41) 3240-6060

Hospital Erasto Gaertner

Atendimento: Segunda a sexta-feira, das 10h às 17h

Endereço: Rua Dr. Ovande do Amaral, 201 – Jardim das Américas

Contato: 3361-5038

Hospital de Clínicas

Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 18h, e sábado das 7h30 às 12h30

Endereço: Av. Agostinho Leão Junior, 108 – Alto da Glória

Contato: (41) 3360-1875

Hemobanco

Atendimento: Segunda a sábado, das 8h às 13h30

Endereço: Rua Capitão Souza Franco, 290 – Bigorrilho

Telefone: (41) 3023-5545