Objetos pessoais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram furtados do carro de um assessor dele nesta segunda-feira (16), por volta das 22h30. Conforme a Polícia Militar, o veículo foi arrombado na Alameda Julia da Costa, no bairro São Francisco, em Curitiba, enquanto o assessor estava em uma reunião. Diversos pertences foram levados, entre eles um frigobar, um telefone celular, peças de roupas e documentos do ex-presidente, além do passaporte de Lula.

“Roubaram objetos pessoais do presidente, roupas limpas, roupas de cama, cartas que escreveram pra ele, pasta com documentos que foram buscados no escritório de advocacia, passaporte, talões de cheque. Nós fizemos uma reclamação, mas estamos muito preocupados com isso, já que o presidente vem sendo vítima de uma série de irregularidades. Precisamos de esclarecimentos urgentemente”, relatou a senadora e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann.

A Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba.

Investigação

Perícia foi realizada no carro do assessor de Lula. Foto: Divulgação/ Polícia Civil
Perícia foi realizada no carro do assessor de Lula. Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Em nota divulgada na tarde desta terça-feira, o Departamento da Polícia Civil do Paraná informa que  todas as medidas de investigação estão sendo tomadas, e os trabalhos para a identificação dos suspeitos e para a localização dos bens subtraídos estão em andamento.

“Uma equipe de investigadores esteve no local para levantar informações e averiguar a presença de câmeras de vigilância, porém não havia sistemas de monitoramento no entorno do local. Alguns funcionários do hotel foram ouvidos e a vítima prestou depoimento na Delegacia de Furtos e Roubos. É pertinente informar, entretanto, que o veículo Ford/Ka passou por perícia papiloscópica”, diz o comunicado.

“Estou pronto para ser preso”, diz Lula