Dois amigos foram executados a tiros e encontrados mortos dentro de um carro, no final da Rua Rotterdam, ao lado do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, no Jardim Holandês, Guarituba, em Piraquara.

Os corpos de Reinaldo dos Santos Vieira Filho, 27 anos, e de César Luís Ramos, 30, o “Bodão”, estavam no interior do Corsa placa MAY-1588, da sogra de Reinaldo. Na noite de sábado, os dois foram a um casamento em Pinhais. Reinaldo era frentista e César trabalhava num mercado.

Os soldados Dranka e Bertuzzi, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, foram acionados por volta de 8h20 para atender à ocorrência. A polícia suspeita que os dois não foram mortos no local.

Um dos indícios que leva a esta versão é que o vidro da janela do passageiro estava quebrado e, no local, nenhum estilhaço foi encontrado. Várias cápsulas de pistola calibre ponto 40 foram encontradas no assoalho do carro e apreendidas pela perícia.

Segundo os policiais, Reinaldo foi assassinado com 11 tiros nas costas, na cabeça e no peito. Ele estava de ponta cabeça, calçando apenas meias, no banco de trás do carro.

O banco do motorista estava inclinado para frente. O assassino deixou a carteira das vítimas no local, com documentos e dinheiro. A família só deu pela falta do tênis de Reinaldo.

César estava no banco do passageiro e vestia uma camiseta de time de futebol e bermuda. De acordo com a perícia, ele foi executado com seis tiros também na cabeça, no peito e nas costas.

A sogra e a esposa de Reinaldo estiveram no local onde os corpos foram encontrados e conversaram com os policiais militares. A sogra disse que o carro é dela e que, na noite de sábado, ficou tomando conta dos dois filhos do casal para que o genro e a filha fossem ao casamento.

A esposa de Reinaldo contou aos PMs que, depois da festa, ele a deixou em casa para, em seguida, levar César até a residência dele, no Bairro Alto. A mulher não soube explicar por que o marido foi morto.

“Nós levantamos a vida pregressa dos dois e não consta passagem pela polícia”, contou o soldado Dranka. O misterioso duplo homicídio passar a ser investigado pela delegacia de Piraquara.