Para defender o filho de um assalto, o agricultor Geremias Ferreira dos Santos, 73 anos, é quem acabou morto em confronto com os assaltantes, por volta das 22h30 desta quarta-feira (13), em Quitandinha, na região metropolitana de Curitiba. Mesmo ferido, Geremias matou um dos assaltantes.

Segundo o sargento Rodinilson, da Polícia Militar local, os assaltantes vinham cometendo roubos diversos desde Santa Catarina. Abandonaram o veículo que estava usando em Rio Negro, já no Paraná, e roubaram a Fiorino da borracharia e auto peças Trevo, na cidade. Com ela, vieram seguido viagem até Quitandinha, onde abordaram o filho de Geremias chegando em casa, na Estrada Principal do Pangaré, zona rural da cidade.

O pai estranhou a barulheira vinda da casa do filho, no mesmo terreno, e foi ver o que era. Deparou-se com os bandidos armados e houve confronto. Geremias foi baleado e morreu no local. Mas no tiroteio também baleou um dos ladrões, que roubo o carro da vítima, um Ká, para levar o comparsa ferido a um pronto socorro da cidade, o Hospital Cristo Rei. Ele abandonou o comparsa já morto, dentro do carro, em frente à casa hospitalar, e fugiu num outro veículo que furtou nas proximidades. O bandido morto não carregava documentos e, até o fim da manhã desta quinta-feira, ainda não tinha sido identificado no Instituto Médico-legal.

Durante toda a manhã, as Polícias Civil e Militar da cidade tentavam coletar pistas dos marginais e entender como ocorreu exatamente o crime. Ainda não há a certeza se eram dois ou três ladrões, nem se a arma que Geremias usou no confronto era dele mesmo, ou se conseguiu tomar de um dos bandidos em luta corporal. Tudo isto deverá ser levantado nos próximos dias.