Um cientista político, uma policial militar, uma comissária de bordo, que se juntarão a um músico, um comerciante, uma contadora e a um assistente social e terão aos seus lados líderes comunitários, professores, advogados e jornalistas. Esse é o perfil diversificado das ocupações que estarão representadas na Câmara Municipal de Curitiba (CMC) a partir de 2021. 

+ Veja tudo sobre o resultado das eleições 2020

Dos 38 vereadores eleitos e reeleitos, 6 formarão a “bancada da comunicação”: os jornalistas Denian Couto (Pode), Herivelto Oliveira (Cidadania), Marcelo Fachinello (PSC), Márcio Barros (PSD), Leônidas Dias (Solidariedade), e o jornalista e radialista Tito Zeglin (PDT). Outros 5 parlamentares são advogados: Dalton Borba (PDT), Flávia Francischini (PSL), Nori Seto (PP), Pier Petruzziello (PTB) e Renato Freitas (PT).

Da área da educação, serão 3 vereadores: Carol Dartora (PT), professora do ensino médio, Professora Josete (PT), que leciona no ensino fundamental, e Professor Euler (PSD), do ensino médio. Ezequias Barros (PMB), Pastor Marciano (Republicanos), Osias Moraes (Republicanos) são pastores evangélicos. Zezinho Sabará e Toninho da Farmácia, ambos do DEM, líderes comunitários. 

+ Veja também: Chuvas afastam por 30 dias possibilidade de rodízio mais severo em Curitiba

A próxima legislatura também terá 4 servidores públicos estaduais: Mauro Ignácio (DEM), licenciado; Oscalino do Povo (PP), aposentado; Sargento Tânia Guerreiro (PSL), policial militar; e Maria Leticia (PV), médica-legista. Tico Kuzma (PROS), que atua na construção civil, e Marcos Vieira (PDT) são graduados em administração de empresas. João da Loja 5 Irmãos (PSL) e Alexandre Leprevost (Solidariedade) são empresários. E Hernani (PSB), comerciante.

Sabino Picolo (DEM) tem formação em Ciências Econômicas e Serginho do Posto (DEM) em Tecnologia do Empreendimento. Indiara Barbosa (Novo) é contadora e auditora fiscal; Eder Borges (PSD), músico; e Amália Tortato (Novo), comissária de bordo. Salles do Fazendinha (DC), cientista político; Sidnei Toaldo (Patriota) atua como assistente social. Mauro Bobato (Pode) é caminhoneiro e Noemia Rocha (MDB), gestora pública. Beto Moraes (DEM) é formado em Geografia.