O homem acusado de ter contratado um pistoleiro para matar o empresário Luís Silva Fidalgo, 41 anos, e a secretária dele, Gisele Cristina Duarte, 25, em 2008, foi preso por policiais da Delegacia de Vigilância e Capturas (DVC). Vinícios de Almeida Cavalli, 28, foi encontrado numa casa, na Rua Maringá, Pinheirinho, no início da manhã de ontem, quando investigadores deram cumprimento a um mandado de prisão preventiva e de busca domiciliar, expedido pela Vara Privativa do 1º Tribunal do Júri.

A operação foi coordenada pelo delegado-chefe da DVC, Marcelo Lemos de Oliveira, que agora procura pelo matador de aluguel Wagner Cirino, o “Boi”. Ele foi contratado para “apagar” as vítimas e continua foragido da Justiça.

Luís e Gisele foram executados com tiros na nuca, em março de 2008, no escritório do empresário, na BR-476, no Fanny.