Parece balada: as luzes, a decoração e a música podem confundir um desavisado que chega ao Fresh Live Market, em Curitiba — mas o espaço conta agora com uma academia que usa a ambientação em uma aula baseada nos treinamentos militares do exército norte-americano. E, no fim do treino, você ainda pode dar uma passadinha no bar — só que de shakes, feitos com ingredientes como pasta de amendoim e whey protein.

Com conceito de “academia boutique”, a Beats Camp, que abre ao público na quarta-feira (2) com aulas a R$ 1 (a primeira, na promoção de lançamento), quer propor uma experiência totalmente diferente para quem quer se exercitar (seja os sedentários ou os ratos de academia).

Além da aula, que mescla os exercícios militares (como flexões e agachamentos) com tiros na esteira (o que gera um treinamento intervalado de alta intensidade, o chamado Hiit), a academia não tem mensalidade e o aluno paga por aula, ou pacotes — o conceito e decoração são fruto de uma pesquisa dos sócios em cidades como Madri, Londres, Miami e Dubai.

Incentivadores

Treino reveza corrida na esteira com exercícios no solo. Foto: Matheus Conrado/Divulgação.
Treino reveza corrida na esteira com exercícios no solo. Foto: Matheus Conrado/Divulgação.

A música animada (que vai de Britney Spears ao rock indie), as luzes e a energia dos coaches formam, segundo a diretora-executiva da Beats Camp, Michelle Suardi, a “tríade perfeita”. “Isso faz com que a pessoa se entregue para o treino e tenha um alto gasto calórico”, diz. Dependendo da frequência cardíaca, é possível queimar até 1 mil calorias nos 50 minutos de aula.

No entanto, pessoas de diferentes faixas etárias e condicionamentos físicos podem fazer o treino: os professores reforçam ao longo de toda a aula que se mantenha determinada velocidade se a pessoa sentir que já está em seu limite.

O aluno também tem total autonomia em relação ao espaço. Por mais que ele possa frequentar as aulas todos os dias, não há mensalidades ou planos: todo o sistema de compra é feito pelo site. O usuário reserva o dia e horário da aula, a esteira (e indica se quer começar o treino pelo equipamento ou nos exercícios de solo) e ainda pode pedir um pré ou pós-treino com antecedência.

Bar de shakes

No “bar” são vendidos shakes para antes e depois da aula; custam R$ 14 em média. Foto: Divulgação
No “bar” são vendidos shakes para antes e depois da aula; custam R$ 14 em média. Foto: Divulgação

E essa é outra inovação do espaço: o aluno conta com o “bar de shakes” . As bebidas podem ser consumidos antes ou depois da aula — todo o cardápio foi elaborado por uma nutricionista e há receitas ideais para o antes (com ingredientes leves e que ajudam a dar energia, como chá mate) e o depois (para ganho de massa muscular ou continuação da queima de gordura, com whey protein e pasta de amendoim). O preço médio é de R$ 14 a unidade.

O bar oferece ainda shakes substitutos de refeições. “É para quem tem pouco tempo e precisa treinar na hora do almoço. A ideia é facilitar a vida das pessoas”, salienta Michelle.

Dias e horários
Por enquanto, a Beats Camp terá aulas em três horários: 7h, 12h e 19 horas, de segunda a sexta-feira — a grade será ampliada conforme a demanda. Haverá ainda treinos aos sábados, domingos e feriados (com horários a definir).

Serviço
Beats Camp — Fresh Live Market (Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1652). Preços: R$ 1 (primeira aula, promoção de lançamento). Aula avulsa: R$ 40. Pacote de 5 aulas (R$ 175); 10 aulas (R$ 300); 20 aulas (R$ 560). A compra é feita apenas no site da Beats Camp.

Posta de Salmão ao Molho de Maracujá e Shimeji na Manteiga