Dois incidentes com abelhas acabaram com cinco pessoas no hospital na tarde desta quarta-feira (2) em Curitiba. No mais grave, em uma estação tubo do bairro Portão, os insetos atacaram os passageiros do transporte coletivo que estavam no local, e cinco foram enviados ao Hospital do Trabalhador. No outro, as abelhas estavam instaladas no terreno de uma casa, no Sítio Cercado, e chegaram a atacar quatro moradores. Eles, porém, não foram feridos com gravidade.

Segundo explicou o Tenente Filipak, do Corpo de Bombeiros, os locais foram isolados após os ataques, que não são tão comuns. “Elas [abelhas] estavam bastante dispersas. Nós isolamos o local e as vítimas foram atendidas pelo Siate”, comentou, sobre a situação no Portão.

A diferença para a situação no Sítio Cercado é que nesta os insetos já estavam instalados na casa, com a ‘colmeia’ estabelecida. De acordo com Filipak, as abelhas foram retiradas da casa pelos Bombeiros. “Fizemos o combate, o isolamento, e com o tempo elas acabaram dispersando porque a gente acabou com o local delas”, explicou.

Cuidados

Como a abelha é um inseto comum no dia a dia da cidade, são muitos os casos em que elas se estabelecem em residências, em árvores em frente a prédios ou em mobiliários urbanos. Segundo o Tenente, a recomendação mais importante que pode ser dada pelo Corpo de Bombeiros é que as pessoas mantenham a distância dos animais. “A dica principal é nunca se aproximar”, comentou.

Em alguns casos, as pessoas acabam tentando retirar as abelhas de sua casa, atitude que também não é recomendável, segundo Filipak. “A orientação dos Bombeiros é para, caso perceba que elas estão agitadas, atacando, acionar a corporação pra analisar a situação que, se precisar, a gente faz a remoção. Nunca tentar tirar e não se aproximar”, completa.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias de hoje sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Mãe e filho são encontrados mortos em caso misterioso nesta quarta em Curitiba